Alcides Jesus Peralta Bernal

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: BERNAL, Alcides
Nome Completo: Alcides Jesus Peralta Bernal

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
BERNAL, Alcides
*pref. Campo Grande 2013-2014, 2015-2016.

Alcides Jesus Peralta Bernal nasceu em Corumbá (MS), então no estado de Mato Grosso, no dia 14 de julho de 1965. 
Advogado e radialista, trabalhou no canal Rede MS de Rádio e Televisão e apresentava os programas Refazenda e Cruzando Fronteiras na Rede MS de Rádio. Iniciou sua carreira política em 2004 quando foi eleito vereador por Campo Grande no pleito de outubro desse ano na legenda do Partido da Mobilização Nacional (PMN). Assumiu sua cadeira na Câmara Municipal da capital de Mato Grosso do Sul. Deixando o PMN, filiou-se ao Partido Progressista (PP) em cuja legenda foi reeleito vereador pleito de outubro de 2008. Iniciou seu novo mandato no Legislativo de Campo Grande no dia 1º de janeiro de 2009.
No pleito de outubro do ano seguinte foi eleito deputado estadual com 26.159 votos na legenda do PP. Assumiu sua cadeira na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul em fevereiro de 2011. 
Votou a disputar um cargo eletivo no plano municipal e foi eleito prefeito de Campo Grande, em segundo turno, no pleito de outubro de 2012, também pelo PP. No primeiro turno obteve 176.288 votos (40,18%), ficando na primeira colocação e qualificando-se para disputar o segundo turno contra o candidato do PMDB Edson Giroto (27,99%), segundo colocado. Realizado o pleito, foi eleito prefeito com 270.927 votos, correspondentes a  62,55% dos votos válidos, contra 37,45% do adversário. 
Renunciou ao seu mandato de deputado estadual e assumiu sua cadeira no Executivo da capital do estado em substituição a Nelsinho Trad. Sob a acusação de irregularidades em contratos emergenciais e, segundo os vereadores de oposição, por nove crimes de corrupção, foi cassado no dia 12 de março de 2014 após um ano e dois meses de mandato, tornando-se o primeiro prefeito cassado na história de Campo Grande. Após diversas decisões judiciais, ele perdeu o mandato por 23 votos a 6 depois de ser julgado pela Câmara Municipal de Campo Grande. O vice-prefeito Osmar Olarte assumiu a chefia do Executivo da capital mato-grossense do sul. 
No mês de abril seguinte, um grupo de vereadores correligionários de Campo Grande entrou na Justiça com um pedido de suspensão do decreto legislativo 1.759, que oficializou a cassação de Alcides Bernal pela Câmara Municipal. A ação popular foi contra a Câmara dos Vereadores e o vice-prefeito Gilmar Olarte. Ainda em maio de 2014, uma decisão do juiz David de Oliveira Gomes Filho, da 2ª Vara de Direitos Difusos Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande, suspendeu a cassação e concedeu liminar para a volta de Bernal ao cargo. Imediatamente após a decisão, Bernal e aliados marcharam rumo à prefeitura e a ocuparam. No entanto, a decisão foi revertida pelo Tribunal de Justiça do MS apenas oito horas depois, reempossando o vice-prefeito Gilmar Olarte no cargo.  
Em 25 de agosto de 2015, a decisão foi novamente revertida pela decisão liminar da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, reempossando Alcides Bernal novamente no cargo de prefeito. Concorreu à reeleição no pleito de outubro de 2016, mas ficou fora do segundo turno, no qual apoiou Marquinhos Trad, do Partido Social Democrático (PSD), que foi eleito. 
Em 11 de novembro de 2016, o mesmo juiz declarou ilegal e anulou a cassação do prefeito, mantendo-o definitivamente na chefia do Executivo da capital de Mato Grosso do Sul. Permaneceu no cargo até 1º de janeiro de 2017, quando transferiu o cargo a Marquinhos Trad, que retornava à Prefeitura de Campo Grande.  
Casou-se com Mirian Elzi Gonçalves. 


Alan Carneiro



FONTES: https://www.campograndenews.com.br/alcides-bernal (Acessado em 26/02/2017); 
http://eleicoes.terra.com.br/apuracao-resultado/2012/1turno/ms/campo-grande,90514.html (Acessado em 26/02/2017); http://eleicoes.terra.com.br/apuracao-resultado/2012/2turno/ms/campo-grande,90514.html (Acessado em 26/02/2017); 
http://g1.globo.com/mato-grosso-do-sul/noticia/2014/03/por-23-votos-6-prefeito-de-campo-grande-e-cassado-pela-camara.html (Acessado em 26/02/2017); 
https://www.campograndenews.com.br/politica/juiz-declara-cassacao-ilegal-e-decide-que-alcides-bernal-continua-prefeito (Acessado em 26/02/2017); 
http://g1.globo.com/mato-grosso-do-sul/noticia/2016/11/juiz-anula-definitivamente-decreto-legislativo-que-cassou-alcides-bernal.html (Acessado em 26/02/2017); 
https://www.eleicoes2016.com.br/candidatos-prefeito-campo-grande-ms/ (Acessado em 26/02/2017). 




Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados