Luciano Santos Resende

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: RESENDE, Luciano
Nome Completo: Luciano Santos Resende

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

RESENDE, Luciano

*pref. Vitória 2013-

 

Luciano Santos Resende nasceu em Cachoeiro de Itapemirim (ES) no dia 22 de março de 1962.

Formado em Medicina e pós-graduado em medicina esportiva, integrou delegações brasileiras em jogos olímpicos.

Como atleta, foi campeão brasileiro de Remo em 1979, ano em que também foi campeão sul-americano no Uruguai. Voltou a conquistar o título brasileiro em 1986 e nesse mesmo ano obteve o 6º lugar no Campeonato Mundial Universitário de Remo na Holanda.

Iniciou sua carreira política filiando-se ao Partido dos Trabalhadores (PT), em cuja legenda foi eleito vereador em Vitória no pleito de outubro de 1996. Assumiu sua cadeira na Câmara Municipal de Vitória em janeiro de 1997. Desligando-se do PT, filiou-se ao Partido Popular Socialista PPS), pelo qual foi reeleito vereador nas eleições de outubro de 2000, iniciando seu novo mandato em janeiro do ano seguinte. Foi reeleito nessa legenda em 2004. No pleito de outubro de 2008 concorreu à Prefeitura de Vitória na legenda do PPS, mas ficou na segunda colocação com 58.445 votos (31%), já que o então prefeito João Coser, do PT, foi reeleito logo no primeiro turno com 119.623 votos (65%). Concluiu seu mandato no Legislativo da capital capixaba em dezembro seguinte. Em 2009, assumiu a Secretaria de Estado de Esportes no segundo período do governo de Paulo Hartung (2007-2011). Permaneceu nessa secretaria até o ano seguinte, quando se desincompatibilizou do cargo para concorrer ao Legislativo estadual.

No pleito de outubro de 2010 foi eleito deputado estadual na legenda do PPS com 21.146 votos. Assumiu sua cadeira na Assembleia Legislativa do Espírito Santo em 1º de fevereiro do ano seguinte.

Nas eleições de 2012 voltou a disputar o cargo de prefeito de Vitória, tendo como principal adversário o ex-prefeito Luís Paulo Veloso Lucas, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), e ainda a deputada federal Iriny Lopes, do PT. Realizado o pleito no dia 7 de outubro, apoiado pela coligação liderada pelo PPS e composta pelo Partido Progressista (PP), o Partido Trabalhista Nacional (PTN), o Partido Social Cristão (PSC), o Partido da República (PR), o Partido Humanista da Solidariedade (PHS) e o Partido Republicano Progressista (PRP), e contrariando todas as pesquisas, que apontavam o candidato do PSDB como favorito, foi o mais votado com 73.757 votos, correspondentes a 39,14% dos votos, qualificando-se para disputar o segundo turno com o segundo colocado Luís Paulo Veloso Lucas, de quem foi secretário municipal de Saúde e de Educação, que obteve 69.143 votos (36,69%). No dia 28 de outubro, data de realização do segundo turno, Luciano Resende conseguiu uma vitória apertada e foi eleito com 98.937 votos, equivalentes a 52,73% dos votos válidos, contra 88.687 votos, ou 47,27%.

Assumiu sua cadeira no Executivo da capital capixaba no dia 1º de janeiro de 2013, sucedendo a João Coser.

Durante os quatro anos de mandato, Luciano Rezende enfrentou grandes dificuldades em decorrência da crise econômica do país, geradas pela queda das receitas próprias e dos repasses governamentais provocados pela crise nacional e pelo fim do Fundo de Desenvolvimento das Atividades Portuárias (FUNDAP), acumulando em quatro anos a perda de aproximadamente um bilhão de recursos orçamentários.

Para enfrentar esta situação, Luciano adotou uma gestão inovadora no país, de forma horizontal e em rede compartilhada, o que lhe garantiu o equilíbrio das contas públicas e o reconhecimento de Vitória como a capital em 1º lugar em Saúde, Educação, em transparência, em qualidade de vida e uma das melhores cidades para se investir.

Com o respaldo de uma gestão bem-sucedida, concorreu à reeleição em 2016 pela coligação “Para Vitória Continuar em Boas Mãos” liderada pelo PPS e composta pelo PSB, do vice Sérgio Sá, e mais 10 partidos. Durante a campanha, Luciano Rezende destacou a criação de emprego, trabalho e renda para a população. No pleito de 2 de outubro foi o candidato mais votado, entre os cinco concorrentes, com 81.315 votos, correspondentes a 43,82% dos votos, qualificando-se para enfrentar no segundo turno o candidato Amaro Neto, do Solidariedade (SD), que obteve 65.554 votos (35,32%) como segundo colocado. Realizado o pleito no dia 30 de outubro, Luciano Resende, com uma vitória apertada, foi reeleito prefeito de Vitória com 95.458 votos, ou 51,19% dos votos válidos, contra 91.034 votos, ou 48,81% do seu adversário.

Tomou posse do seu novo mandato no dia 1º de janeiro de 2017.

Casou-se com Marina Cogo Lodi Rezende, com quem teve dois filhos. Ela é filha do deputado estadual Cláudio Vereza, do PT, então no seu sexto mandato.

 

Alan Carneiro

 

FONTES: http://placar.eleicoes.uol.com.br/2008/1turno/es/ (Acessado em 28/02/2017);

http://g1.globo.com/especiais/eleicoes-2010/apuracao-1-turno/es/ (Acessado em 28/02/2017);  

http://eleicoes.terra.com.br/apuracao-resultado/2012/1turno/es/vitoria,57053.html (Acessado em 28/02/2017);

http://eleicoes.terra.com.br/apuracao-resultado/2012/2turno/es/vitoria,57053.html (Acessado em 28/02/2017);

https://www.eleicoes2016.com.br/candidatos-vitoria-es/ (Acessado em 28/02/2017);

http://g1.globo.com/espirito-santo/eleicoes/2016/noticia/2016/10/luciano-rezende-do-pps-e-reeleito-prefeito-de-vitoria.html (Acessado em 28/02/2017);

http://g1.globo.com/espirito-santo/eleicoes/2016/noticia/2016/10/luciano-rezende-do-pps-e-reeleito-prefeito-de-vitoria.html (Acessado em 28/02/2017);

https://www.eleicoes2016.com.br/luciano-pps-es/ (Acessado em 28/02/2017);

http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/Politica/Eleicoes%202016/2016/10/601714/Luciano-Rezende-e-reeleito-prefeito-de-Vitoria (Acessado em 28/02/2017).

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados