Modesto Souza Barros Carvalhosa

Entrevista

Modesto Souza Barros Carvalhosa

Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.

Tipo de entrevista: História de vida
Entrevistador(es):
Bruna Soares Angotti Batista de Andrade
Rafael Mafei Rabelo Queiroz
Data: 10/7/2012 a 12/7/2012
Local(ais):
São Paulo ; SP ; Brasil

Duração: 4h7min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Modesto Souza Barros Carvalhosa
Nascimento: 15/3/1932; São Paulo; SP; Brasil;

Formação: Possui graduação (1957) e doutorado em direito pela Universidade de São Paulo (USP).
Atividade: Foi Professor de Direito Comercial da Faculdade de Direito da USP até 1985; Foi consultor Jurídico da Bolsa de Valores de São Paulo (BOVESPA); foi presidente do Tribunal de Ética da OAB, Secção de São Paulo; Membro da International Faculty for Corporate and Capital Market Law and Securities Regulation - Universidade da Filadélfia. Foi presidente dos Conselhos de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (CONDEPHAAT) (1984-1987). Membro do Conselho Consultivo do IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Ministério da Cultura, desde 1986. É sócio-fundador do escritório de advocacia, Carvalhosa e Eizirik Advogados (1994).

Equipe

Levantamento de dados: Bruna Angotti;Alynne Nayara Ferreira Nunes;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Bruna Angotti;Alynne Nayara Ferreira Nunes;

Transcrição: Lia Carneiro da Cunha;

Conferência da transcrição: Muriel Soares;

Sumário: Luanna Gentil ;

Temas

Advocacia;
Anistia política;
Atividade acadêmica;
Atividade profissional;
Departamento de Ordem Política e Social - DOPS;
Direito;
Direito comercial;
Ditadura;
Ensino;
Ensino superior;
Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo;
Família;
Getúlio Vargas;
Infância;
Itália;
Magistério;
Mercado de capitais;
Ordem dos Advogados do Brasil;
Perseguição política;
Política;
Pós - graduação;
Religião;
Tribunal de Justiça;
Universidade de São Paulo;

Sumário

1ª entrevista: 10/07/2012

Origens; memórias familiares; origens religiosas; lembranças da infância; a influência religiosa na trajetória profissional; a trajetória profissional; a trajetória escolar; as relações do Caetano de Campos; a escolha por Direito; os seus exames de admissão; o ingresso a Faculdade de Direito; os conflitos políticos internos; a visita à Getulio Vargas; a relação com os professores da Universidade de São Paulo (USP); as influências de Direito Comercial; a relação com os colegas de turma; a participação feminina na Faculdade de Direito; a vivência dentro da São Francisco; a escolha por Direito Comercial; atuação como escriturário no Tribunal de Justiça de São Paulo; as primeiras experiências como advogado; a atuação como advogado do Teatro Brasileiro de Comédia; a abertura do seu primeiro escritório de advocacia; o desenvolvimento da sua advocacia; o exame de doutoramento; o curso de pós doutoramento na a Universidade de Camerino na Itália; a livre-docência; memórias da década de 1960; o cotidiano da advocacia diante dos eventos políticos; a atuação como consultor jurídico da Bovespa; a relação com o mercado de capitais; os livros publicados; a pressão publica.

2ª. entrevista: 12/07/2012

O seminário Meios de Combater o Regime Militar; a relação da luta civil com o Direito Comercial; a atuação como presidente da Associação dos Docentes da Universidade de São Paulo (USP); as perseguições políticas dentro da USP; a Comissão da Anistia; a participação nos eventos contrários à ditadura; as repressões sofridas; a prisão pelo Departamento de Ordem Política e Social (DOPS); a atuação na a na defesa da Caetano de Campos; a atuação na gestão do Condephaat; a carreira acadêmica; a atuação como professor na São Francisco; a relação com os alunos; o pedido de exoneração da Faculdade de Direito; a intensa dedicação à advocacia; a construção do prestígio como jurista; o desenvolvimento do direito brasileiro; a atuação na Comissão de Ética da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB); a defesa da arbitragem; a definição do que é ser jurista; considerações finais.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados