ANTONIO AURELIANO SANCHES DE MENDONCA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: AURELIANO, Antônio
Nome Completo: ANTONIO AURELIANO SANCHES DE MENDONCA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
AURELIANO, ANTÔNIO

AURELIANO, Antônio

*dep. fed. MG 1995-1997.

Antônio Aureliano Sanches de Mendonça nasceu em Itajubá (MG) no dia 13 de janeiro de 1958, filho de Antônio Aureliano Chaves de Mendonça e de Minervina Sanches de Mendonça. Seu pai foi deputado federal (1967-1975), governador de Minas Gerais (1975-1978), vice-presidente da República (1979-1985) e ministro das Minas e Energia (1985-1989).

Em sua adolescência, fez os cursos de prática de comércio no Colégio Pré-Universitário em Brasília e de informática no Colégio Militar de Belo Horizonte. Estudante de agronomia da Universidade de Viçosa (MG) em 1978, não completou o curso. Ingressou também no curso de administração da Associação de Ensino Unificado do Distrito Federal, não concluído.

Em 1985 foi membro da comissão fundadora do Partido da Frente Liberal (PFL) Jovem, no Distrito Federal. No ano seguinte tornou-se presidente do diretório jovem do PFL, permanecendo neste cargo até 1987. Em 1989 ingressou no Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), sendo eleito membro do diretório estadual em Minas Gerais. Nesta legenda candidatou-se a uma cadeira na Câmara dos Deputados por Minas Gerais no pleito de outubro de 1990, obtendo apenas uma suplência.

Em 1993, tornou-se secretário de Transportes do Distrito Federal no governo de Joaquim Roriz (1991-1995), permanecendo nesta função até o ano seguinte. Durante sua gestão, fez viagem técnica aos Estados Unidos e ao Canadá. No pleito de outubro de 1994 disputou uma cadeira na Câmara dos Deputados, na legenda do PSDB, obtendo a segunda suplência. Em 3 de fevereiro de 1995, assumiu a vaga de Ademir Lucas, nomeado secretário de Esportes, Lazer e Turismo do governo de Eduardo Azeredo (1995-1998). Participou dos trabalhos legislativos como membro titular da Comissão de Agricultura e Política Rural, das comissões especiais sobre Embarcação Nacional, Navegação de Cabotagem e de Interior, sobre Débitos nas Operações de Crédito Rural e, como suplente, das comissões de Finanças e Tributação e de Defesa Nacional.

Nas votações das emendas constitucionais propostas pelo governo Fernando Henrique Cardoso em 1995, votou a favor da mudança no conceito de empresa nacional e da quebra dos monopólios estatal nas telecomunicações, dos estados na distribuição de gás canalizado, das embarcações nacionais na navegação de cabotagem e da Petrobras na exploração de petróleo. Ainda em 1995, votou favoravelmente à prorrogação do Fundo Social de Emergência (FSE), cujo nome foi alterado para Fundo de Estabilização Fiscal (FEF).

No ano legislativo de 1996, pronunciou-se a favor da criação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), imposto destinado a suprir o Ministério da Saúde de uma fonte extraordinária de recursos.

Licenciou-se da Câmara dos Deputados em 6 de fevereiro de 1997 para ocupar o cargo de secretário de Transportes e Obras Públicas do governo de Minas Gerais. Em outubro de 1998, disputou mais uma vez uma vaga na Câmara dos Deputados, obtendo novamente uma suplência.

Em outubro de 2006, ocupou a segunda suplência na candidatura vitoriosa de Eliseu Resende, do Democratas mineiro (DEM), ex-PFL, ao Senado.

Foi também campeão brasiliense e brasileiro de judô e mineiro de kart, professor de judô e estagiário do Instituto Nacional de Pesos e Medidas. Sócio-proprietário de duas empresas na área alimentícia, participou da revisão técnica de projetos de transformação de motores à gasolina para álcool e da organização do Plano Nacional de Normatização, do Ministério da Indústria e Comércio.

Casou-se com Matilde Maria de Neiva Couto Sanches de Mendonça, com quem teve cinco filhos.

 

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertórios (1991-1995, 1995-1999); Folha de S. Paulo (31/1/95, 14/1/96, 30/1/97); TSE. Eleições (2006).

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados