CLAUDIONOR COUTO RORIZ

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: RORIZ, Claudionor
Nome Completo: CLAUDIONOR COUTO RORIZ

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
RORIZ, CLAUDIONOR

RORIZ, Claudionor

*sen. RO 1983-1985, 1986-1987.

Claudionor Couto Roriz nasceu em Jardim (CE) no dia 2 de abril de 1939, filho de Antônio Roriz e de Júlia Couto Roriz.

Em julho de 1970 graduou-se em medicina pela Universidade Federal de Pernambuco, com especialização em cirurgia geral.

Radicando-se em Rondônia em 1972, tornou-se médico da Secretaria de Saúde do território. No pleito de novembro de 1982, candidatou-se a uma vaga no Senado Federal de Rondônia, na legenda do Partido Democrático Social (PDS). Nessas eleições, Rondônia passaria a ter direito a três vagas no Senado Federal, pelo fato de ter se tornado estado no ano anterior. Mas, destas três vagas, apenas o candidato mais votado ganharia um mandato de oito anos. Obtendo a terceira colocação, conquistou um mandato de quatro anos, tendo assumido uma cadeira no Senado em fevereiro do ano seguinte.

Ainda em 1983, participou dos trabalhos legislativos como vice-presidente da Comissão de Saúde, membro titular das comissões de Redação, de Educação e Cultura, de Legislação Social e de Municípios e suplente da Comissão de Serviço Público Civil e de Ciência e Tecnologia.

Em 25 de abril de 1984 foi votada a emenda Dante de Oliveira, que, apresentada na Câmara dos Deputados, propôs o restabelecimento das eleições diretas para presidente da República em novembro daquele ano. Como a emenda não obteve o número de votos indispensáveis à sua aprovação — faltaram 22 para que o projeto pudesse ser encaminhado à apreciação pelo Senado Federal —, no Colégio Eleitoral, reunido em 15 de janeiro de 1985, Claudionor Roriz votou no candidato oposicionista Tancredo Neves, eleito novo presidente da República pela Aliança Democrática, uma união do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) com a dissidência do PDS abrigada na Frente Liberal. Contudo, Tancredo Neves não chegou a ser empossado na presidência, vindo a falecer em 21 de abril de 1985. Seu substituto no cargo foi o vice José Sarney, que já vinha exercendo interinamente o cargo, desde 15 de março deste ano.

Ainda nesse ano Claudionor Roriz deixou o PDS e filiou-se ao Partido da Frente Liberal (PFL), tornando-se vice-líder da agremiação no Senado. Também em 1985 licenciou-se do Senado para assumir, em Rondônia, uma secretaria no governo de Ângelo Angelim (1985-1987), sendo substituído por Alcides Paio, retornando ao Senado em julho de 1986. Filiando-se ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), foi vice-líder da legenda no Senado.

No pleito de novembro de 1986 não concorreu à reeleição, deixando o Senado em janeiro do ano seguinte, ao final da legislatura. Em 1990 retornou para sua cidade natal, candidatando-se a vereador de Jardim no pleito de outubro de 1992, pela legenda do Partido Democrático Trabalhista (PDT), em coligação com o PFL, não logrando êxito.

Retirando-se da vida política, voltou a exercer a medicina. Em 1993, tornou-se proprietário do Hospital Geral de Endemias Doutor Juvenal Pinto, em Jardim. Também foi funcionário da Fundação Nacional de Saúde.

Foi casado com Teresa Cristina dos Santos Roriz, com quem teve três filhos. Casou-se pela segunda vez com Persídia Chagas Ribeiro.

Publicou Em busca do novo homem (1983).

 

 

 

FONTES: Globo (16/1/85); INF. BIOG.; NICOLAU, J. M. Dados; SENADO. Dados AC, AP, RO, RR, TO (1997); SENADO. Senadores constituintes (1983-1987).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados