CLOVIS RAIMUNDO GOMES DE ASSIS

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: ASSIS, Clóvis
Nome Completo: CLOVIS RAIMUNDO GOMES DE ASSIS

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
ASSIS, CLÓVIS

ASSIS, Clóvis

*dep. fed. BA 1991-1995.

Clóvis Raimundo Gomes de Assis nasceu em Juazeiro (BA) no dia 11 de dezembro de 1945, filho de Romeu José de Assis e Nair Gomes de Assis.

Ingressou no curso de medicina da Escola Baiana de Medicina, em Salvador, em 1965, formando-se em 1971. Em 1972, foi professor de química em Vitória da Conquista (BA), atividade que exerceria até 1988.

Secretário municipal de Saúde e Bem-Estar Social de Vitória da Conquista entre 1978 e 1984, foi também, entre 1980 e 1984, diretor-médico do Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) naquele município. Ainda em 1980, tornou-se presidente da Associação Médica Brasileira, na Regional de Vitória da Conquista, ocupando o cargo até 1983. Em 1987 e 1988, foi diretor da 20ª Diretoria Regional de Saúde da Bahia.

Em outubro de 1990, elegeu-se deputado federal na legenda do Partido Democrático Trabalhista (PDT). Empossado em fevereiro de 1991, foi, naquele ano, titular da Comissão de Seguridade Social e Família; suplente da Comissão de Finanças e Tributação; e suplente da Comissão Parlamentar de Inquérito sobre a impunidade de traficantes e o crescimento do consumo de drogas.

Na sessão da Câmara dos Deputados de 29 de setembro de 1992, votou a favor da abertura do processo de impeachment do presidente Fernando Collor de Melo, acusado de crime de responsabilidade por ligações com um esquema de corrupção liderado pelo ex-tesoureiro de sua campanha presidencial, Paulo César Farias. Afastado da presidência logo após a votação na Câmara, Collor renunciou ao mandato em 29 de dezembro de 1992, pouco antes da conclusão do processo pelo Senado Federal, sendo efetivado na presidência da República o vice Itamar Franco, que já vinha exercendo o cargo interinamente desde a decisão da Câmara.

Em outras votações importantes da legislatura 1991-1995, Assis votou a favor da criação do Imposto Provisório sobre Movimentações Financeiras (IPMF), imposto de 0,25% sobre transações bancárias, do Fundo Social de Emergência (FSE) e contra o fim do voto obrigatório.

Candidato à reeleição em outubro de 1994 na legenda do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), não foi bem-sucedido. Assim, ao término da legislatura, em janeiro de 1995, deixou a Câmara dos Deputados. No pleito de outubro de 1998 tentou, novamente sem êxito, uma vaga como deputado federal na Câmara, pela legenda do PSDB.

Fez também o curso de administração hospitalar.

Casou-se com Valnice dos Reis Ferreira de Assis, com quem teve três filhos.

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1991-1995); Folha de S. Paulo (18/9/94).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados