FERREIRA, JOSE FELICIANO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: FERREIRA, José Feliciano
Nome Completo: FERREIRA, JOSE FELICIANO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

FERREIRA, José Feliciano

*gov. GO 1959-1961; sen. GO 1961-1962 e 1963-1971.

 

José Feliciano Ferreira nasceu em Jataí (GO) no dia 15 de dezembro de 1916, filho de Davi Ferreira e de Risolete de Carvalho Ferreira.

Após concluir os estudos primários com sua mãe, na fazenda onde residia, freqüentou o Ginásio Mineiro, em Uberlândia (MG), onde presidiu a Associação dos Estudantes Secundaristas, e o Colégio Universitário da Praia Vermelha, no Rio de Janeiro, então Distrito Federal. Ingressando depois na Faculdade de Direito da Universidade do Brasil, tornou-se um dos diretores da União dos Estudantes do Rio de Janeiro e participou ativamente do movimento estudantil que defendia a declaração de guerra ao Eixo, o fim do Estado Novo e a redemocratização do país. Após bacharelar-se em 1944, regressou à sua cidade natal.

Eleito vereador em 1947, tornou-se líder da maioria e presidente das comissões de Constituição e Justiça e de Educação da Câmara Municipal de Jataí. No pleito de outubro de 1950 elegeu-se deputado estadual em Goiás na legenda do Partido Social Democrático (PSD), assumindo o mandato em fevereiro do ano seguinte. Durante essa legislatura, concluída em janeiro de 1955, presidiu a Assembléia goiana, exerceu a liderança do PSD e da maioria e integrou também as comissões permanentes de Finanças, de Transportes e de Educação.

Secretário de Educação de Goiás a partir de 1955, exerceu essa função até 1958, durante o governo de José Ludovico de Almeida (1955-1959). No pleito de outubro desse ano elegeu-se governador do estado, sempre na legenda do PSD, derrotando César da Cunha Bastos, da União Democrática Nacional (UDN). Durante seu governo, que se iniciou em fevereiro de 1959, realizou obras dentro do trinômio “estradas, energia, escolas” e deu cobertura ao governo federal nas medidas necessárias à construção de Brasília, principalmente na desapropriação da área do novo Distrito Federal e na instalação da rede de transmissão elétrica para a sede administrativa do país. Permaneceu no cargo até fevereiro de 1961, quando foi substituído por Mauro Borges Teixeira.

Vice-presidente do diretório regional do PSD em 1961, concorreu às eleições extraordinárias, realizadas em julho desse ano, para o preenchimento de uma vaga por Goiás no Senado Federal, elegendo-se suplente de Juscelino Kubitschek e derrotando Valdir Castro Quinta, do Partido Democrata Cristão (PDC). Assumindo o mandato em setembro seguinte, destacou-se nas articulações que resultaram na aprovação da Emenda Constitucional nº 5 em novembro de 1961, que alterou os critérios de distribuição da renda nacional em favor dos municípios. Retornando à condição de suplente em fevereiro de 1962, voltou a substituir o titular de março a julho do mesmo ano.

No pleito de outubro de 1962 elegeu-se senador por Goiás, sempre na mesma legenda. Assumindo o mandato em fevereiro do ano seguinte, tornou-se vice-líder da maioria em 1964. Com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), legenda na qual concluiu o mandato em janeiro de 1971. Abandonando a vida político-partidária, exilou-se na sua fazenda em Jataí, no Sudoeste Goiano, atuando como pecuarista.

Integrou a Associação Goiana de Imprensa e a Associação de Radialistas de Goiás e foi presidente do Banco do Estado de Goiás - BEG. Seu nome batizou escolas em Itumbiara e Mara Rosa (GO) e no Setor Central (TO).

Faleceu aos 92 anos de idade em 23 de março de 2009.

Era casado com Alda de Carvalho Ferreira, de quem teve três filhos.

 

FONTES: COUTINHO, A. Brasil; Grande encic. Delta; INF. BIOG.; SENADO. Dados; SENADO. Dados GO (1826-1996); SENADO. Relação; SENADO. Relação dos líderes; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (7).

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados