GOMES, Josias (BA)

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: GOMES, Josias (BA)
Nome Completo: GOMES, Josias (BA)

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
PORTUGAL, Alice

GOMES, Josias

* dep. fed. BA 2003-2007.

 

                Josias Gomes da Silva nasceu em Amaraji (PE), no dia 14 de outubro de 1956, filho de Jesuino Gomes da Silva e Maria José Alves da Silva.

                Ingressou no curso de Agrônomia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em Areia, onde presidiu o Diretório Acadêmico nos anos de 1978 e 1979.  Formou-se no ano de 1980.

                Foi membro da Associação Paraibana dos Amigos da Natureza, Areia (PB), de 1978 a 1990.

Em 1980 filiou-se ao Partido dos Trabalhadores (PT).

Mudando-se para Porto velho (RO), atuou como Secretário de Organização na Comissão Executiva Estadual do PT-RO, de 1983 a 1987. Tornou-se presidente do Sindicato dos Engenheiros de Rondônia, de 1985 a 1987. Em 1984, foi também assessor de planejamento da Secretaria de Planejamento de Porto Velho.

Coordenou campanhas eleitorais de deputado estadual e prefeito, para o PT, em 1990 e 1992, em Itabuna. Na Universidade Estadual de São Carlos (UESC), em Ilhéus (BA), cursou pós-graduação latu sensu, entre 1991 e 1992. Foi também diretor sindical, entre 1991 e 1993, da Associação dos Engenheiros Agrônomos do Cacau, Itabuna (BA).

Foi membro do Diretório Nacional do PT, de 1995 a 1997; secretário do Diretório Estadual do PT-BA, de 1997 a 1999, e Presidente do Diretório Estadual do PT-BA, entre 1999 e 2004.

Elegeu-se deputado federal pela Bahia, na legenda do PT, em 2002, assumiu o mandato em fevereiro de 2003. Nesta legislatura, foi titular das comissões de Agricultura e Política Rural, e de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural.

                Josias Gomes foi um dos deputados envolvidos no escândalo do Mensalão”, crise política que teve início com a denúncia do deputado federal Roberto Jeferson (PTB-RJ) sobre a existência de um esquema, operado pelo PT, de pagamento de propinas a parlamentares da base aliada para a aprovação de projetos de interesse do 1º Governo Luís Inácio Lula da Silva (2003-2007). Acusado de ter recebido R$ 100 mil das empresas de Marcos Valério, publicitário cujas empresas e contas bancárias teriam sido utilizadas para fazer o repasse dos pagamentos aos parlamentares, Josias Gomes foi absolvido pelo Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, em maio de 2006.

Concorreu no pleito de outubro do mesmo ano, mas não se reelegeu.

 

FONTES: Folha de S.Paulo (online) 04 maio e 03 nov. 2006. Disponível em : <http://www1.folha.uol.com.br>. Acesso em : 13 maio 2009; Portal da Câmara dos Deputados. Disponível em : <http://www.camara.gov.br>. Acesso em : 13 maio 2009.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados