MENESES, ARMANDO SERRA DE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MENESES, Armando Serra de
Nome Completo: MENESES, ARMANDO SERRA DE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
MENESES, ARMANDO SERRA DE

MENESES, Armando Serra de

*militar; comte. I ZA 1964; ch. Emaer 1970-1971.

 

Armando Serra de Meneses nasceu em São Luís no dia 12 de abril de 1908, filho de João de Castro Meneses e de Luísa Serra de Meneses.

Estudou na Escola Benedito Leite, na capital maranhense, no Instituto Gomes de Sousa e no Colégio Militar do Ceará.

Sentou praça em abril de 1927 ingressando na Escola Militar do Realengo, no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, da qual saiu aspirante-a-oflcial da arma de aviação em setembro de 1930. Promovido a segundo-tenente em junho do ano seguinte e a primeiro-tenente em junho de 1933, participou em novembro de 1935 da repressão à tentativa de levante organizada na Escola de Aviação Militar, no Rio de Janeiro, onde servia. Articulada pelo Partido Comunista Brasileiro, então Partido Comunista do Brasil (PCB) em nome da Aliança Nacional Libertadora (ANL), a insurreição foi dominada no mesmo dia pelas forças legalistas.

Promovido a capitão em maio de 1937, foi nomeado em junho de 1940 comandante do 7º Regimento de Aviação, sediado em Belém, cargo que ocuparia até outubro de 1944. Em janeiro de 1941 foi transferido para o Ministério da Aeronáutica, criado nesse mesmo mês, tornando-se oficial-de-gabinete do ministro Joaquim Pedro Salgado Filho. Assumiu pouco depois o comando do 7º Corpo da Base Aérea e em dezembro de 1941 chegou a major-aviador. Em maio do ano seguinte, deixando o 7º Corpo, tornou-se comandante do 1º Grupo de Patrulha, também sediado na capital paraense.

Promovido a tenente-coronel-aviador em setembro de 1944 e a coronel-aviador em setembro de 1950, comandou em 1955 o Centro de Instrução Militar do Campo dos Afonsos, no Rio de Janeiro, alcançando em dezembro de 1958 o posto de brigadeiro-do-ar. Em 1963 exerceu o Comando Aerotático Terrestre e no ano seguinte, comandou a I Zona Aérea (I ZA), com sede em Belém. No posto de major-brigadeiro, assumiu em 1967 o Comando Aerotático Naval. Em abril de 1970, na condição de tenente-brigadeiro, substituiu Carlos Alberto Huet de Oliveira Sampaio na chefia do Estado-Maior da Aeronáutica (Emaer), onde permaneceu até dezembro de 1971, sendo substituído por Ari Presser Belo.

Serra de Meneses foi ainda comandante da Esquadrilha do 5º Regimento de Aviação, em Curitiba, chefe de gabinete do Emaer, adjunto do adido aeronáutico à embaixada brasileira em Washington e Ottawa, no Canadá, e representante do Brasil na Junta Interamericana de Defesa. Pertenceu ao Instituto Histórico e Geográfico do Pará e à Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra, tendo cursado ao longo de sua carreira a Escola de Aviação Militar, a Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais, a Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica e a Command and General Staff School, em Fort Leavenworth, nos EUA.

Faleceu no Rio de Janeiro no dia 31 de dezembro de 1976.

Era casado com Maria Alves Pereira de Meneses, com quem teve um filho.

Além de artigos sobre aviação, publicou Fora da pista (crônicas).

 

 

FONTES: COUTINHO, A. Brasil; Jornal do Brasil (2/1/77); MIN. AER. Almanaque (1963); Perfil (1971); SOC. BRAS. EXPANSÃO COMERCIAL. Quem; WANDERLEY, N. História.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados