ZUBARAN, RUI

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: ZUBARAN, Rui
Nome Completo: ZUBARAN, RUI

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
ZUBARAN, RUI

ZUBARAN, Rui

*militar; mov. tenentista; interv. SC 1932-1933.

 

Rui Zubaran nasceu em São Gabriel (RS) no dia 16 de fevereiro de 1889, filho de Juvêncio Zubaran e Idalina Laureano Zubaran.

Sentou praça em novembro de 1906 ao ingressar na Escola de Guerra de Porto Alegre, sendo declarado aspirante-a-oficial da arma infantaria em janeiro de 1911.

Promovido a segundo-tenente em maio de 1916 e a primeiro-tenente em maio de 1919, atingiu o posto de capitão em setembro de 1924 e no mês seguinte participou do levante armado em Santo Ângelo (RS). Comandado por Luís Carlos Prestes, o movimento visava dar continuidade à revolta tenentista de 5 de julho do mesmo ano, liderada em São Paulo por Isidoro Dias Lopes.

Em 1926 integrou a Coluna Relâmpago, tropa insurreta que, sob a liderança dos irmãos Nélson e Alcides Etchegoyen, sublevou uma unidade do Exército em Santa Maria (RS) com o objetivo de impedir a posse do presidente eleito Washington Luís. Sem receber adesões, o movimento foi debelado no mesmo dia, o que levou Zubaran a exilar-se na cidade uruguaia de Rivera.

Participou também da Revolução de 1930 e, com a vitória do movimento, foi reintegrado ao Exército, tornando-se em fevereiro do ano seguinte ajudante do 7º Regimento de Cavalaria Independente (7º RCI), sediado em Santana do Livramento (RS). Promovido a major em outubro seguinte, deixou o 7º RCI e, em outubro de 1932, foi nomeado interventor federal em Santa Catarina em substituição ao general Ptolomeu de Assis Brasil. Ocupou esse posto até abril de 1933, quando foi substituído por Aristiliano Ramos.

Em fevereiro do ano seguinte tornou-se subcomandante do 9º RCI, com sede em São Gabriel (RS), sendo promovido a tenente-coronel em setembro de 1937. Passou para a reserva em dezembro seguinte e, em dezembro de 1942, assumiu a chefia da 15ª Circunscrição de Recrutamento, em Curitiba, onde permaneceu até julho de 1943.

Entre 1943 e 1949, trabalhou em diversas empresas no Rio Grande do Sul e no Rio de Janeiro, entre as quais a Companhia Melhoramentos, no município fluminense de Duque de Caxias. Assessor na refinaria de Cubatão (SP) em 1949, dois anos depois ingressou no Departamento de Construção Civil da Estrada de Ferro Central do Brasil.

Faleceu na cidade do Rio de Janeiro, em 1º de outubro de 1954.

Era casado com Arminda Corinta da Silva Zubaran, com quem teve seis filhos.

 

FONTES: ARQ. MIN. EXÉRC.; ASSEMB. LEGISL. SC. Dicionário político; Grande encic. Delta; INF. FAM.; MIN. GUERRA. Almanaque (1934); PEIXOTO, A. Getúlio; POPPINO, R. Federal; SILVA, H. 1926; TÁVORA, J. Vida.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados