Ação Popular Renovadora

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: AÇÃO POPULAR RENOVADORA
Nome Completo: Ação Popular Renovadora

Tipo: TEMATICO


Texto Completo:

AÇÃO POPULAR RENOVADORA

 

Dissidência da seção paulista da União Democrática Nacional (UDN), constituída em junho de 1947 sob a liderança de Paulo Nogueira Filho e Castilho Cabral. Posteriormente, foi absorvida pelo Partido Social Progressista (PSP), fundado por Ademar de Barros.

A origem da dissidência remonta à criação da UDN paulista, em função da eleição de delegados para a convenção nacional de fundação desse partido, realizada nos dias 29, 30 e 31 de outubro de 1945. O grupo majoritário liderado por Valdemar Ferreira e formado por ex-integrantes do Partido Democrático de São Paulo e do Partido Republicano Paulista tentou monopolizar as vagas da delegação paulista em detrimento principalmente do grupo ligado ao ex-interventor Ademar de Barros. Diante desse quadro, Ademar retirou-se da UDN para fundar seu próprio partido, deixando entretanto, nas fileiras udenistas, um grupo de simpatizantes.

Com a eleição de Ademar de Barros para o governo de São Paulo em 19 de janeiro de 1947, o diretoria estadual da UDN recusou-se a prestar qualquer tipo de apoio ao novo governador, negando-se mesmo a aceitar cargos em sua administração. Em vista disso, a corrente ademarista no interior da UDN decidiu-se pela cisão e pela formação da Ação Popular Renovadora, cujo manifesto foi lançado em 26 de julho de 1947.

 

FONTES: BENI, M. Ademar; CABRAL, C. Tempos; SAMPAIO, R. Partido.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados