DESFILE INTEGRALISTA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: DESFILE INTEGRALISTA
Nome Completo: DESFILE INTEGRALISTA

Tipo: TEMATICO


Texto Completo:
DESFILE INTEGRALISTA

DESFILE INTEGRALISTA

 

Inspirando-se provavelmente na Marcha sobre Roma, dos “camisas pretas” de Mussolini, às vésperas da formação do primeiro governo fascista, os integralistas organizaram uma marcha sobre a Guanabara em 1º de novembro de 1937, ao aproximar-se a eclosão do golpe de 10 de novembro. O desfile reuniu, segundo estimativas, de 35 mil a 50 mil milicianos oriundos da capital do país e dos estados vizinhos, que se deslocaram numa centena de caminhões, e ainda oficiais das forças armadas e um grande número de marinheiros, que formavam um verdadeiro cordão de isolamento em torno das nove colunas de militantes em marcha. O desfile destinava-se a dar uma demonstração de força política organizada e de apoio ao presidente da República, Getúlio Vargas. Após percorrer as ruas centrais do Rio e de submeter-se à revista do chefe nacional defronte das muradas do Hotel Glória, os integralistas, sob o comando de Gustavo Barroso, dirigiram-se ao palácio Guanabara, onde o presidente da República, ladeado pelos generais Newton Cavalcanti e José Pinto, assistia complacente à manifestação.

Hélgio Trindade

colaboração especial

 

 

FONTES:

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados