GRUPO DE ACAO PATRIOTICA (GAP)

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: GRUPO DE AÇÃO PATRIÓTICA (GAP)
Nome Completo: GRUPO DE ACAO PATRIOTICA (GAP)

Tipo: TEMATICO


Texto Completo:
GRUPO DE AÇÃO PATRIÓTICA (GAP)

GRUPO DE AÇÃO PATRIÓTICA (GAP)

 

Organização criada durante o governo João Goulart (1961-1964) por jovens estudantes do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais para se opor às reformas propostas pelo Executivo. O GAP era contrário à legalização do Partido Comunista Brasileiro (PCB), à encampação de refinarias particulares, à influência dos dirigentes sindicais nos destinos do país, à representação estudantil em entidades como a União Nacional dos Estudantes (UNE) e às Ligas Camponesas lideradas por Francisco Julião. Defendia por outro lado a propriedade privada, a livre iniciativa e uma democracia liberal, mas “livre do convívio com seus inimigos confessos”.

O GAP também participou de atentados, principalmente contra grupos que defendiam reformas estruturais e a ampliação da participação política. Atuou ao lado de organizações congêneres, como a Ação dos Vigilantes do Brasil e a Mobilização Democrática Mineira, todas intimamente ligadas ao grupo liderado pelo almirante Sílvio Heck, que conspirava para derrubar o governo de Goulart.

Seu representante Aristóteles Drummond participou em várias ocasiões dos “comícios pela democracia” organizados pelo deputado Fidélis Amaral Neto, contando sempre com o apoio dos órgãos dos Diários Associados e do jornal O Globo.

 

 

FONTES: BANDEIRA, M. Presença; SILVA, H. 1964.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados