José Isidro de Sousa

Entrevista

José Isidro de Sousa

Entrevista realizada no contexto do projeto "História política da Paraíba: constituição de acervo", desenvolvido em convênio com a Universidade Federal da Paraíba, entre maio de 1978 e agosto de 1980. O projeto previu um intercâmbio das entrevistas produzidas por cada uma das instituições. A escolha do entrevistado se justificou por sua militância no Partido Comunista Brasileiro (PCB).
Forma de Consulta:
Entrevista em áudio disponível na Sala de Consulta do CPDOC.
Entrevista datilografada disponível na Sala de Consulta do CPDOC.

Tipo de entrevista: História de vida
Entrevistador(es):
Eduardo Raposo
Data: 16/9/1978 a 2/10/1978
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 6h55min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Jose Isidro De Souza
Formação:
Atividade: Membro Do Pcb (1945)

Equipe

Levantamento de dados: Eduardo Raposo;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Eduardo Raposo;

Conferência da transcrição: Eduardo Raposo;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Eduardo Raposo;Fabricio Pereira da Silva;

Temas

Abelardo de Araújo Jurema;
Campanha eleitoral;
Campesinato;
Elites políticas;
Francisco Julião Arruda de Paula;
José Américo de Almeida;
José Isidro de Sousa;
Juscelino Kubitschek;
Latifundiário;
Latifúndio;
Ligas camponesas (1955-1964);
Luís Carlos Prestes;
Ministério do Trabalho;
Movimento camponês;
Paraíba;
Partido Comunista Brasileiro - PCB;
Política agrária;
Política estadual;
Produtor rural;
Produtos agrícolas;
Repressão política;
Rui Carneiro;

Sumário

1a Entrevista: 16/09/1978

Fita 1-A: origens familiares; problemas de saúde do entrevistado; referência às atividades econômicas dos pais; comentários sobre Mulungu (distrito do município de Guarabira - PB); breves comentários sobre as atividades econômicas da família; a mudança da família para Mamanguape (PB) em 1931: a residência da família, o trabalho na plantação de inhame, breve descrição da cidade; breve comentário sobre a política no interior do país.

Fita 1-B: recordações da infância do entrevistado; relato dos regimes de trabalho em Mamanguape (PB); comentários sobre Rio Tinto (PB); comentários sobre o regime alimentar dos camponeses no interior da Paraíba; formação escolar; ida para João Pessoa como estudante (por volta de 1942), e posterior mudança de toda a família para João Pessoa; ascensão econômica da família em João Pessoa, e posterior perda do patrimônio; iniciação política do entrevistado no PCB em 1945.

Fita 2-A: o trabalho do entrevistado como operário; comentários sobre a queda do padrão de vida do entrevistado; casamento e projeção social do entrevistado; participação na campanha de Luís de Oliveira Lima (PTB) para prefeito da João Pessoa (1947); comentários sobre o talento do entrevistado como orador; diferenciação entre o "político articulador" e o "político orador", e identificação do entrevistado com o segundo "tipo"; comentários sobre os partidos políticos pós-45; opinião do entrevistado sobre a importância do orador nas campanhas eleitorais do pós-45; relato da primeira viagem do entrevistado ao Rio de Janeiro.

Fita 2-B: comentários sobre Luís de Oliveira Lima; comentários sobre "política pessoal" e "política ideológica" e aproximação do entrevistado com a primeira; no serviço militar (1949): os problemas disciplinares e a experiência do entrevistado no Exército; comentários sobre Osvaldo Trigueiro.

Fita 3-A: comentários sobre a participação do entrevistado na campanha para o governo da Paraíba em 1950: o apoio a Argemiro Figueiredo; a ligação do entrevistado com militantes do PCB; a experiência do entrevistado como dono da revista Monitor Comercial e fundador do jornal O Independente; comentários sobre a volta do entrevistado à "política ideológica"; perfil de Alírio Wanderley; repercussão do artigo publicado no jornal O Independente contra Assis Chateaubriand.

Fita 3-B: o encontro e a amizade entre José Américo de Almeida e o entrevistado.

2a Entrevista: 19/09/1978

Fita 3-B: indicação do entrevistado para a chefia da Carteira de Acidentes de Trabalho, feita por Samuel Duarte, presidente do PTB (1952); breve relato do processo de criação das Carteiras de Acidentes de Trabalho.

Fita 4-A: descrição das atividades do entrevistado na chefia da Carteira de Acidentes de Trabalho; ascensão social e afastamento da política; comentários sobre o processo criminal movido por Luís de Oliveira Lima contra o entrevistado; relações com Alírio Wanderley e Samuel Duarte; ligação com José Joffily; saída do entrevistado da chefia da Carteira de Acidentes de Trabalho (por volta de 1957).

Fita 4-B: a mudança para o Rio de Janeiro e o trabalho com Fernando Nóbrega (1957); nomeação para fiscal do IPASE por Abelardo Jurema (1957); ligação com Abelardo Jurema; relações entre Juscelino Kubitschek e Abelardo Jurema; a volta para a Paraíba (1958); perfil de Rui Carneiro; comparação entre José Américo de Almeida e Rui Carneiro; comentários sobre a campanha para o Senado em 1958 e o apoio do entrevistado a José Américo de Almeida; ligação com Joaquim Ferreira Filho; considerações sobre a aproximação do entrevistado com o marxismo; entrada do entrevistado no PCB e suas primeiras atividades no interior do Partido; entrada no Partido Social Trabalhista (PST) e comentários sobre a instrumentalização deste partido pelo PCB; considerações sobre o início do movimento camponês; a participação do entrevistado na organização do movimento camponês na Paraíba.

Fita 5-A: a participação do entrevistado na organização do movimento camponês na Paraíba (continuação); breve comentário sobre as eleições de 1960; a volta para o Rio de Janeiro (1961); reflexões do entrevistado sobre a mentalidade política do campesinato; a Liga Camponesa de Sapé (PB): histórico, comentários sobre sua formação (da qual o entrevistado tomou parte) e a política local de Sapé; comentários sobre a arregimentação dos camponeses para as Ligas.

Fita 5-B: reflexões do entrevistado sobre a mentalidade política do campesinato; o avanço das Ligas Camponesas e a reação dos latifundiários na Paraíba; reflexões sobre a visão do camponês acerca dos latifundiários e da polícia; reflexões sobre a fraca inserção do movimento camponês no sertão da Paraíba: diferenças de regime de trabalho entre o brejo e o sertão; breve comentário sobre a produção agrícola de Sapé (PB).

3a Entrevista: 02/10/1978

Fita 6-A: breve relato das origens familiares do entrevistado; comentários sobre a arregimentação de camponeses para as Ligas; descrição da formação de Ligas Camponesas no interior da Paraíba e a participação do entrevistado; considerações sobre a repressão dos latifundiários aos camponeses; considerações sobre o crescimento das Ligas Camponesas na Paraíba; comentários sobre as relações pessoais do entrevistado com latifundiários; comentários sobre a mentalidade do camponês; comentários sobre o aumento da repressão aos camponeses no pós-64; considerações sobre as eleições de 1960; perfil de João Pedro Teixeira e considerações sobre seu assassinato; opinião sobre Francisco Julião; indicação do entrevistado para a presidência do Conselho Nacional das Ligas Camponesas (por volta de 1961).

Fita 7-A: descrição das funções do Conselho Nacional das Ligas Camponesas; relação do entrevistado com Luís Carlos Prestes; análise das discordâncias teóricas entre o PCB e as Ligas Camponesas; comentário sobre Joaquim Ferreira Filho; considerações sobre o apoio das Ligas Camponesas à guerrilha no início da década de 60: o Movimento Revolucionário Tiradentes (MRT); comentários sobre Mariano Besa e as Ligas Camponesas no estado do Rio de Janeiro.

Fita 7-B: Comentários sobre Mariano Besa; comentários sobre os problemas pessoais de Francisco Julião com o entrevistado; descrição da tentativa de destituição do entrevistado da presidência do Conselho Nacional das Ligas Camponesas; críticas a Francisco Julião; afastamento voluntário do entrevistado do Conselho Nacional das Ligas Camponesas.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados