Oswaldo Trigueiro

Entrevista

Oswaldo Trigueiro

Entrevista realizada no contexto do projeto "História política da Paraíba: constituição de acervo", desenvolvido em convênio com a Universidade Federal da Paraíba, entre maio de 1978 e agosto de 1980. O projeto previu um intercâmbio das entrevistas produzidas por cada uma das instituições. Trechos da entrevista foram publicados no livro GETÚLIO: uma história oral. / Valentina da Rocha Lima (Coordenação) ; Dora Rocha...[et al]. Rio de Janeiro: Record, 1986. 321. il. A escolha do entrevistado se justificou por sua destacada trajetória política no estado da Paraíba.
Forma de Consulta:
Entrevista datilografada disponível na Sala de Consulta do CPDOC.

Tipo de entrevista: História de vida
Entrevistador(es):
Eduardo Raposo
Data: 24/9/1977 a 9/11/1977
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 9h50min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Oswaldo Trigueiro de Albuquerque Melo
Nascimento: 2/1/1905; Alagoa Grande; PB; Brasil;

Falecimento: 30/7/1989; Rio de Janeiro; RJ; Brasil;

Formação: Faculdade de Direito de Recife; mestre em Ciências Políticas pela Universidade de Michigan (EUA).
Atividade: Prefeito de João Pessoa (1935-37); governador PB (1947-50); deputado federal PB (1951-54); Ministro do Tribunal Superior Eleitoral - TSE (1961-65); procurador-geral da República (1964-65); Ministro do Superior Tribunal Federal STF (1965-75); presidente do STF (1969-70).

Equipe

Levantamento de dados: Eduardo Raposo;Osvaldo Trigueiro do Vale;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Eduardo Raposo;Osvaldo Trigueiro do Vale;

Conferência da transcrição: Maria Teresa Lopes Teixeira;

Copidesque: Maria Teresa Lopes Teixeira;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Ignez Cordeiro de Farias;

Temas

Aliança Liberal (1929);
Comunismo;
Coronelismo;
Elites políticas;
Ensino;
Estado Novo (1937-1945);
Governo Costa e Silva (1967-1969);
Governo estadual;
Imprensa;
Integralismo;
José Américo de Almeida;
Osvaldo Trigueiro;
Paraíba;
Política estadual;
Política nacional;
Redemocratização de 1945;
República Velha (1889-1930);
Revolta de Princesa, PB (1930);
Revolução de 1930;
Segunda Guerra Mundial (1939-1945);
Supremo Tribunal Federal;
União Democrática Nacional;

Sumário

1a Entrevista: origem familiar; a família na política; a família e o mundo profissional; a política do município; a Paraíba durante a Primeira República; as oligarquias; o ensino na Paraíba; formação escolar; política estudantil; escolha da carreira; ingresso na política; o pai na política estadual; promotor em Teófilo Otoni; José Lins do Rego; a Faculdade de Direito do Recife; estudante de Direito; os professores da Faculdade de Direito do Recife; problemas políticos em Pernambuco (1922); participação estudantil em 1922; Nilo Peçanha e Seabra na Reação Republicana; campanha eleitoral de 1930; a Revolta de Princesa; o governo João Pessoa; a Aliança Liberal e a sucessão presidencial; oposição a João Pessoa em 1930; os jornais de oposição na Paraíba; coronelismo; cangaceirismo...............................................................................................................................................1 a 56

2a Entrevista: o coronelismo e o Estado; os coronéis e as eleições de 1924; a campanha eleitoral de 1930; a família Pessoa e a política estadual; a Revolução de 1930 na política paraibana; os partidos políticos; José Américo e a organização dos partidos na Paraíba; a Assembléia Nacional Constituinte de 1933; eleições de 1934; o perrepismo e o novo Parido Progressista; o governo João Pessoa; a Aliança Liberal; Júlio Prestes; a Revolução de 30; a família Dantas; Carlos Pessoa; a oposição na Paraíba nas eleições de 1930; ligações políticas importantes; nomeação para a prefeitura de João Pessoa (1936); a demissão do cargo de prefeito; o prefeito Guedes Pereira; o rompimento político entre José Américo e Argemiro de Figueiredo; o apoio da Paraíba à candidatura presidencial de José Américo; a viagem ao Rio para tentar o acordo entre José Américo e Argemiro; o governo federal e a candidatura José Américo; o curso de mestrado em ciência política; candidato ao governo da Paraíba (1945); a OAB; secretário-geral da OEA; o Estado Novo; o integralismo e o comunismo na década de 30 ......................................................................................56 a 108

3a Entrevista: o Estado Novo e a Segunda Guerra Mundial; a reconstitucionalização do país; a deposição de Vargas em 1945; a Ordem dos Advogados e o Instituto dos Advogados na política brasileira; a política paraibana no final do primeiro governo Vargas; apoio a Eduardo Gomes; a organização da UDN e no PSD na Paraíba; a inimizade entre José Américo e Argemiro de Figueiredo; Vargas e o PTB nas eleições de 1945; a separação entre Dutra e Vargas; os partidos políticos no Brasil; o Diretório Nacional da UDN em 1945; indicação para governador em 1945; a campanha para o governo da Paraíba (1947)......................................................................................................................108 a 149

4a Entrevista: a campanha para governador (1947); governador da Paraíba; eleição do prefeito de Campina Grande; a Assembléia; o ensino; o INEP; a visita do presidente Dutra à Paraíba; a imprensa; os municípios e o governo estadual; a campanha sucessória de 1950; o episódio da Praça da Bandeira (1950); a renúncia ao governo estadual; a posse de José Américo; as eleições de 1950; a UDN na Paraíba; João Agripino; Rui Carneiro; a Comissão de Constituição e Justiça e a Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados..................................................................................................149 a 183

5a Entrevista: a legislatura de 1951 a 1954; viagem aos Estados Unidos; Nereu Ramos; a Câmara dos Deputados (1951-54); os paridos políticos; a UDN; a maioria absoluta e a pluralidade dos votos; o convite para a embaixada na Indonésia; advogado da Companhia de Cigarros Souza Cruz e diretor-executivo do IBRI; afastamento da UDN e da vida política; ministro do Tribunal Superior Eleitoral; procurador-geral da República no governo Castelo Branco; o presidente Castelo Branco; ministro do Supremo Tribunal Federal; a redução do número de ministros do Supremo durante o governo Costa e Silva; o funcionamento do STF; presidente do Supremo Tribunal Federal (1969-70)..................183 a 217


Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados