Antônio Geraldo Guedes

Entrevista

Antônio Geraldo Guedes

Entrevista realizada no contexto da pesquisa "Trajetória e Desempenho das Elites Políticas Brasileiras", parte integrante do projeto institucional do Programa de História Oral do CPDOC, em vigência desde sua criação, em 1975. Realizada com o objetivo de complementar o trabalho de organização do livro "Meio século de combate: diálogo com Cordeiro de Farias" (Nova Fronteira: 1981). A escolha do entevistado se justificou por seu cargo como secretário do governo Cordeiro de Farias em Pernambuco (1955 - 1958), e por ser amigo pessoal do mesmo.
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.

Código: E130
Referência completa: "Meio século de combate: diálogo com Cordeiro de Farias" (Nova Fronteira: 1981)

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Ignez Cordeiro de Farias
Aspásia Alcântara de Camargo
Data: 11/6/1981
Local(ais):
Brasília ; DF ; Brasil

Duração: 1h20min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Antônio Geraldo Guedes
Formação:
Atividade: Secretário do Governo Cordeiro de Farias (1955-1958).

Equipe

Levantamento de dados: Ignez Cordeiro de Farias;Aspásia Alcântara de Camargo;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Ignez Cordeiro de Farias;Aspásia Alcântara de Camargo;

Conferência da transcrição: Marielza Tiscate;

Copidesque: Verena Alberti;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Verena Alberti;Marielza Tiscate;

Temas

Abertura política;
Antônio Geraldo de Azevedo Guedes;
Cid Sampaio;
Cordeiro de Farias;
Golbery do Couto e Silva;
Governos militares (1964-1985);
João Agripino Filho;
Miguel Arraes;
Militares;
Ministério Extraordinário para a Coordenação dos Organismos Regionais;
Movimento Democrático Brasileiro;
Partido Social Democrático - PSD;
Pernambuco;
Petrônio Portella;
Política regional;
Tecnocracia;
União Democrática Nacional;
Voto distrital;

Sumário

Entrevista: 11/06/1981
Ação mediadora do general Cordeiro de Farias no processo de abertura política: diálogo com a liderança nova da oposição e a linha autêntica do MDB; perfil de Cordeiro de Farias e seu estilo político: as características de um conspirador; relações do general Cordeiro de Farias com Petrônio Portela e Golberi do Couto e Silva na implantação do projeto de abertura; a condição de implantação da abertura no governo João Figueiredo; o hábito da leitura de jornais adotado por Cordeiro de Farias; acesso de Cordeiro de Farias ao grupo dos autênticos; contatos de Cordeiro com Marcos Freire e Miguel Arrais; as relações de Cordeiro com o entrevistado, especialmente enquanto governador de Pernambuco; impressões sobre o estilo simples de Cordeiro de Farias; relação de Cordeiro de Farias com João Agripino; atuação do general Cordeiro na pasta do Ministério Extraordinário para a Coordenação dos Organismos Regionais (MECOR) (1964-6):formação da equipe de auxiliares,relação com o estado de Pernambuco, estilo de trabalho do general; a viagem de Cordeiro de Farias ao Parque Nacional do Xingu, enquanto ministro do MECOR; as relações de Cordeiro de Farias com a UDN e o PSD em Pernambuco; negociação pela abertura com o empresariado; diálogo de Cordeiro de Farias com os políticos (Lacerda, João Agripino, Juraci Magalhães e outros); referência ao entendimento de Cordeiro com os militares durante o processo de abertura; avaliação dos resultados da abertura; dificuldades dos políticos de situação na prática de apoio aos governos militares e seu reflexo na campanha para as eleições de 1982; o prestígio dos tecnocratas nos governos militares e a desvalorização do político; opinião sobre o papel adequado ao técnico na esfera do governo; relato de pequeno episódio ocorrido na qestão de Cordeiro de Farias no MECOR, envolvendo a apreciação do currículo de um técnico; vantagens do voto distrital; análise do processo de sucessào do governo de Cordeiro de Farias em Pernambuco: a formação das candidaturas Cid Sampaio (UDN) e Jarbas Maranhão (PSD) e o apoio inicial de Cordeiro de Farias a Apolônio Sales; comentário sobre a situação política de Cid Sampaio à época da entrevista.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados