Carlos Ivan Simonsen Leal II

Entrevista

Carlos Ivan Simonsen Leal II

Entrevista realizada no contexto do projeto "As faces do mago da economia: atuação e legado de Mario Henrique Simonsen", desenvolvido em convênio com a Cia. Bozano, Simonsen e a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), entre 2000 e 2001, com o objetivo de publicar um livro de depoimentos sobre Mario Henrique Simonsen - MÁRIO Henrique Simonsen: um homem e seu tempo, depoimentos ao CPDOC/ Organizadores Verena Alberti, Carlos Eduardo Sarmento, Dora Rocha. Rio de Janeiro: Ed. Fundação Getulio Vargas, 2002. 310p. il. A escolha do entrevistado se justificou por ser sobrinho de Mario Henrique Simonsen, e por ter sido aluno de Simonsen no curso de mestrado da Escola de Pós-Graduação em Economia (EPGE) entre 1981 e 1982.
Forma de Consulta:
Entrevista publicada em livro.
Referência completa: MÁRIO Henrique Simonsen: um homem e seu tempo, depoimentos ao CPDOC/ Organizadores Verena Alberti, Carlos Eduardo Sarmento, Dora Rocha. Rio de Janeiro: Ed. Fundação Getulio Vargas, 2002. 310p. il.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Verena Alberti
Carlos Eduardo Barbosa Sarmento
Data: 13/3/2001
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 2h2min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Carlos Ivan Simonsen Leal
Nascimento: 5/5/1957; Rio de Janeiro; RJ; Brasil;

Formação: Engenheiro Civil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ - (1980). Mestre em Economia Matemática pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa, 1982) e Doutor em Economia pela Universidade de Princeton, EUA (1986).
Atividade: Iniciou suas atividades como Professor da Escola de Pós-graduação em Economia- EPGE da Fundação Getúlio Vargas, em 1986. Na FGV também desenvolveu as seguintes atividades: Diretor do FGV Business, 1992-1994; Diretor Geral da EPGE, 1994-1997; e Vice-Presidente da FGV, 1997-2000. Atualmente é presidente da FGV, cargo que exerce desde 2000.

Equipe

Levantamento de dados: Verena Alberti;Carlos Eduardo Barbosa Sarmento;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Verena Alberti;Carlos Eduardo Barbosa Sarmento;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Virgínia Sena Barradas;

Temas

Atividade acadêmica;
Dívida externa;
Economia;
Formação acadêmica;
Governo Ernesto Geisel (1974-1979);
Mário Henrique Simonsen;
Ministério da Fazenda;
Pós - graduação;
Universidade Federal do Rio de Janeiro;

Sumário

Entrevista: 13.03.2001.
Origem familiar de Mário Henrique Simonsen e do entrevistado; importância do ambiente e origem familiar de Simonsen para sua formação intelectual; influência de um professor de matemática (Jacques Chambriard) do Colégio Santo Inácio; a escolha pelo curso da Escola de Engenharia na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), onde ingressou em 1976; qualidade dos cursos de graduação em economia na década de 1970; ensino de economia aplicada no curso de engenharia; professores que influenciaram e contribuíram para a formação matemática de Simonsen na Escola Nacional de Engenharia da Universidade do Brasil; aproximação da engenharia com a economia e a criação do curso de engenharia econômica na década de 1950; a opção de Mário Henrique Simonsen pelo curso de engenharia na Escola Nacional de Engenharia; o surgimento do interesse e o prazer de Simonsen pelo estudo da matemática; Mário Henrique Simonsen: senso de responsabilidade e ritmo de trabalho; importância da formação em Engenharia de Mário Henrique para o desenvolvimento da capacidade de criar soluções para problemas; a volta de Mário Henrique Simonsen para a EPGE após sua saída do governo (agosto de 1979): o esforço de atualização acadêmica, relação com os alunos, estilo didático; produção acadêmica de Mário Henrique após sua saída do ministério; sincronia e atualização de Mário Henrique com as teorias econômicas internacionais na década de 1980: Teoria dos Jogos; avaliação da qualidade dos livros de Mário Henrique Simonsen: Brasil 2001, Brasil 2002, Inflação: gradualismo versus tratamento de choque e Dinâmica macroeconômica; desinteresse de Simonsen em traduzir seus livros; legado de Mário Henrique Simonsen para o pensamento econômico brasileiro: importância da EPGE; formação humanista, científica e profissional de Mário Henrique Simonsen: gosto pela arte, rigor matemático e experiência profissional como projetista; Mário Henrique Simonsen: gosto pela música, aspectos de sua personalidade, descuido com a saúde e excesso de trabalho; postura de Mário Henrique diante das políticas econômicas durante a década de 1980; gestão de Mário Henrique Simonsen como ministro da Fazenda no governo de Ernesto Geisel (1974-1979); impacto dos choques do petróleo (1973 e 1979-1980) na economia brasileira; razões da crise da dívida externa no Brasil, na década de 1980; a marca do pragmatismo no pensamento econômico de Mário Henrique Simonsen.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados