Ênio dos Santos Pinheiro

Entrevista

Ênio dos Santos Pinheiro

Entrevista realizada no contexto do projeto "1964 e o regime militar", desenvolvido pelo CPDOC com apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), no período de 1992 a 1995. Esta pesquisa contou com a participação de Gláucio Ary Dillon Soares. Numa segunda fase, de 1997 a 2001, passou a integrar o projeto "Brasil em transição: um balanço do final do século XX", apoiado pelo Programa de Apoio a Núcleos de Excelência (Pronex) do Ministério da Ciência e Tecnologia. O projeto resultou na publicação da trilogia VISÕES do golpe: a memória militar sobre 1964; OS ANOS de chumbo: a memória militar sobre a repressão(clique aqui) e A VOLTA aos quartéis: a memória militar sobre a abertura(clique aqui). Além da trilogia, o projeto teve como resultado, ainda, o livro de depoimentos ERNESTO Geisel. A escolha do entrevistado se justificou por sua atuação durante o regime militar, sendo um dos seus dos principais atores.
Forma de Consulta:
Entrevista publicada em livro, disponível para download.
Entrevista publicada em livro.
Referência completa: OS ANOS de chumbo : a memória militar sobre a repressão / Introdução e organização [de] Maria Celina DAraujo, Gláucio Ary Dillon Soares, Celso Castro. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1994. 326p. VISÕES do golpe: a memória militar sobre 1964 / Introdução e Organização [de] Maria Celina DAraujo, Gláucio Ary Dillon Soares, Celso Castro. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1994. 256p. A VOLTA dos quartéis: a memória militar sobre a abertura / Introdução e organização [de] Gláucio Ary Dillon Soares, Maria Celina DAraujo, Celso Castro. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1995. 328p.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Maria Celina D`Araujo
Celso Castro
Gláucio Ary Dillon Soares
Data: 7/12/1992 a 1/8/1994
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 7h0min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Ênio dos Santos Pinheiro
Formação: Formou-se pela Escola Militar de Realengo (1938). Nasceu em 1915.
Atividade: Foi nomeado Governador de Rondônia por duas vezes, de 1950 a 1954 e em 1961. Em dezembro de 1964 foi promovido a coronel e designado para o comando da 2ª Divisão de Infantaria do II Exército e, em seguida, do 2º Batalhão Ferroviário. Organizou, durante o governo Costa e Silva, a Agência Central do Serviço Nacional de Informação (SNI), em Brasília e criou a Escola Nacional de Informações (ESNI), tornando-se seu primeiro diretor. Chefiou a Secretaria Geral do Exército, a Secretaria Geral do Alto Comando e a Diretoria de Obras e Cooperação. Passou para a reserva em 1979, indo presidir a DERSA- Desenvolvimento Rodoviário, no Governo Paulo Maluf em São Paulo.

Equipe


Copidesque: Leda Maria Marques Soares;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Temas

Emílio Garrastazu Médici;
Enio dos Santos Pinheiro;
Escola Superior de Guerra;
Espionagem;
Estado Maior das Forças Armadas;
Exército;
Golbery do Couto e Silva;
Governo Emílio Médici (1969-1974);
Guerrilha rural;
Guerrilha urbana;
Humberto de Alencar Castelo Branco;
Partido Comunista Brasileiro - PCB;
Partido Comunista do Brasil - PCdoB;
Repressão política;
Serviço Nacional de Informações;
Silvio Frota;
Sistema Nacional de Informações (SISNI);
Tortura;
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados