Gilberto Sá

Entrevista

Gilberto Sá

Entrevista realizada no contexto da pesquisa "Trajetória e Desempenho das Elites Políticas Brasileiras", parte integrante do projeto institucional do Programa de História Oral do CPDOC, em vigência desde sua criação, em 1975. Ela se insere num conjunto de depoimentos sobre a vida de Clemente Mariani e as elites da Bahia. A escolha do entrevistado se justificou por sua atuação no Banco da Bahia. Um dos objetivos da pesquisa era a publicação da entrevista de Clemente Mariani, o que, por decisão da família, não se realizou. Outro resultado foi a dissertação de mestrado de Daniela Moreaux; "Clemente Mariani: político e empresário." (SP, Unicamp, 1992). O objetivo da entrevista era coletar informações para a realização do livro centrado no depoimento de Clemente Mariani.
Forma de Consulta:
Entrevista em áudio disponível na Sala de Consulta do CPDOC.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Dulce Chaves Pandolfi
Daniela Maria Moreaux
Data: 25/7/1984 a 16/8/1984
Local(ais):
Salvador ; BA ; Brasil

Duração: 3h0min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Gilberto Sá
Formação:
Atividade: Alto funcionário do Banco da Bahia.

Equipe

Levantamento de dados: Dulce Chaves Pandolfi;Daniela Maria Moreaux;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Dulce Chaves Pandolfi;Daniela Maria Moreaux;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Cristiano Santiago de Sousa;

Temas

Banco da Bahia;
Banco do Brasil;
Capital estrangeiro;
Clemente Mariani;
Economia;
Gilberto Sá;
Hidrelétricas;
Juracy Magalhães;
Ministério da Educação e Saúde;
Ministério da Fazenda;

Sumário

1ª Entrevista: 25.07.1984
Fita 1-A: Origens familiares; longos comentários sobre a Casa Magalhães e a Lavoura e Indústrias Reunidas; breve comentário sobre o Banco da Bahia e sua relação com a Casa Magalhães.


2ª Entrevista: 26.07.1984
FITA 1-A (continuação): a decisão de Clemente Mariani pelo curso de Direito; o escritório de advocacia da Casa Magalhães; a aproximação entre Marques dos Reis, Clemente Mariani e Juraci Magalhães; comentários sobre o Conselho Consultivo da Bahia; a participação de Clemente Mariani na Associação Comercial; comentários sobre Marques dos Reis; observações sobre a memória de Clemente Mariani.

Fita 1-B: A questão do cacau na Bahia; observações sobre a memória de Clemente Mariani; comentários sobre Raimundo Magalhães; comentários sobre o Banco da Bahia; a decadência da Casa Magalhães; a opção do entrevistado pelo Banco da Bahia; o crescimento do Banco da Bahia; observações sobre o Banco Econômico; o relacionamento entre Clemente Mariani e Francisco de Sá; a experiência do entrevistado no Banco da Bahia.

Fita 2-A: Longos comentários sobre a experiência no Banco da Bahia; comentários sobre a Instrução N º 63 e sobre a Instrução N º 70.


3ª Entrevista: 16.08.1984
Fita 2-A (continuação): a indicação de Clemente Mariani para o Ministério da Educação e Saúde; relato de um problema acontecido entre o Banco da Bahia e a Delegacia do Tesouro Nacional; a participação de Clemente Mariani no 1º Congresso Nacional de Bancos; os contatos entre Clemente Mariani, como ministro da Fazenda, e o Banco da Bahia; a questão do Redesconto Especial; a reação da sociedade baiana diante da indicação de Clemente Mariani para o Ministério da Fazenda.

Fita 2-B: Comentários sobre o Ministério da Educação e Saúde; longos comentários sobre a construção da hidrelétrica de São Francisco; a opinião de Clemente Mariani sobre o capital estrangeiro no país; a flexão de Clemente Mariani entre a advocacia e a atividade empresarial; a saída de Clemente Mariani da presidência do Banco do Brasil; o papel do Banco da Bahia na economia do estado da Bahia; a questão do confisco cambial; a relação entre Clemente Mariani e a Associação Comercial.

Fita 3-A: A questão do confisco cambial; longos comentários sobre questões relacionadas à venda do Banco da Bahia; informações sobre o surgimento do Banco Econômico; a possibilidade da fusão entre o Banco Econômico e o Banco da Bahia e a rivalidade entre ambos; o papel da Petroquímica na venda do Banco da Bahia.

Fita 3-B: O papel da Petroquímica na venda do Banco da Bahia (continuação); a situação de desvantagem da economia baiana em relação ao resto do país; relato de um diálogo entre o entrevistado e Teodoro Quartin Barbosa; comentários sobre o Banco da Bahia: as atividades financiadas pelo banco, os clientes; comentários sobre a passagem de David Rockefeller pelo Brasil; relato de seu diálogo com o entrevistado.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados