José Israel Vargas II

Entrevista

José Israel Vargas II

Entrevista realizada no contexto do projeto "História do Inmetro e da metrologia no Brasil", em vigência, entre março de 1996 e janeiro de 1997, em convênio do CPDOC com o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). Esta entrevista subsidiou a elaboração do livro: "MEDIDA, normalização e qualidade: aspectos da história da metrologia no Brasil" / José Luciano de Mattos Dias. Rio de Janeiro: Ed. Fundação Getulio Vargas, 1998. Uma análise das entrevistas realizadas encontra-se em Sarmento, Carlos Eduardo Barbosa - 1999 - "Ciência, indústria e soberania nacional: as transformações na política tecnológica brasileira na década de 1970 - memória e projeto". História Oral. Revista da Associação Brasileira de História Oral. n. 2, junho de 1999, p.153-66. A escolha do entrevistado se justificou pelo fato de ser, na época da entrevista, Ministro da Ciência e da Tecnologia, e ter sido secretário de Tecnologia Industrial do Ministério da Indústria e do Comércio à época da implementação do INMETRO, no início dos anos 1980. Estiveram presentes à entrevista Claudio Herder, ex-presidente do INMETRO, e Paulo Roberto Braga, diretor do Centro de Informação e Difusão Tecnológica (CIDIT-INMETRO).
Forma de Consulta:
Entrevista em áudio disponível na Sala de Consulta do CPDOC.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
José Luciano de Mattos Dias
Data: 13/11/1996
Local(ais):
Brasília ; DF ; Brasil

Duração: 1h10min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: José Israel Vargas
Nascimento: 9/1/1928; Paracatu ; MG; Brasil;

Formação: Bacharel e Licenciado em Química pela Universidade Federal de Minas Gerais em 1952, ingressando no Corpo Docente em 1953; Física (USP, não concluído), Radioquímica e Química Nuclear (Chile); Ph.D. pela Universidade de Cambridge, Inglaterra em 1959.
Atividade: 1960 – Chefe da Divisão de Física Nuclear e diretor do IPR/UFMG. 1966 – colaborador do Comissariado de Energia Atômica (CEA) em Grenoble, França. 1972 – Assessor da Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento. Planejamento empresarial e estratégico, CBTN 1973 – Chefe do depto. De Química do Instituto de Ciências Exatas da UFMG 1975 - Presidente da Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (CETEC) 1975 - Presidente da Fundação João Pinheiro 1975 - Coordenador da Política de Processamento de Dados do Estado de Minas Gerais 1977 - Secretário de Ciência e Tecnologia (Minas Gerais) 1979 - Secretário de Tecnologia Industrial do Ministério de Indústria e Comércio 1981 - Vice-Presidente da Academia Brasileira de Ciências 1982 - Membro do Conselho Executivo da UNESCO (exerceu cargos de vice presidente e presidente) 1985 - Assessor Especial do Ministro das Minas e Energia Aureliano Chaves 1986 - Membro da Comissão Nacional de Energia 1987 – Presidente do Comitê Consultivo sobre Tecnologia da OIT, Genebra (Suíça) 1990 - Membro do Clube Internacional para a Energia, Moscou. 1992-1998 – Ministro da Ciência e Tecnologia 1995 - Vice-Presidente da Comissão Internacional Independente sobre os Oceanos, da ONU e Presidente da Comissão Nacional.

Equipe

Levantamento de dados: José Luciano de Mattos Dias;Carlos Eduardo Barbosa Sarmento;
Pesquisa e elaboração do roteiro: José Luciano de Mattos Dias;Carlos Eduardo Barbosa Sarmento;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Cristiano Santiago de Sousa;

Temas

Ciência e tecnologia;
Instituições científicas;
Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial;
José Israel Vargas;
Metrologia;

Sumário

Fita 1-A: A importância da metrologia para o entrevistado enquanto cientista; o envolvimento com o programa nuclear brasileiro; o estágio no Instituto Nacional de Tecnologia (INT); o acompanhamento do projeto de criação do Laboratório Nacional de Metrologia; as dificuldades para a implantação da Lei 5.966; questões sobre a integração entre metrologia e normalização; o problema da estabilidade de pessoal; a relação entre a metrologia científica e industrial e a metrologia legal; comentários sobre o Programa de Aperfeiçoamento e Desenvolvimento Científico e Tecnológico (PADCT); observações sobre o desenvolvimento industrial e tecnológico do Brasil; a importação de tecnologia; a importância da normalização e da padronização; a influência do programa nuclear na modernização do setor metrológico; as motivações do PADCT; comentários sobre o Physikalisch Technische Bundesanstalt (PTB) e sobre o National Bureau of Standards (NBS).

Fita 1-B: O programa Grupo de Trabalho em Tecnologia Industrial Básica (GTTIB) e o programa de controle da qualidade; comentários sobre o PADCT; novos comentários sobre o GTTIB; longos comentários sobre a questão do controle de qualidade; o programa Recursos Humanos para a Área Estratégica (RHAE); o papel do INMETRO, como instituição científica na estrutura do Estado; questões sobre a autonomia tecnológica e a importação de tecnologia.

Fita 2-A: Questões sobre a autonomia tecnológica e a importação de tecnologia (continuação).



Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados