Manuel Pinto de Aguiar

Entrevista

Manuel Pinto de Aguiar

Entrevista realizada no contexto da pesquisa "Trajetória e Desempenho das Elites Políticas Brasileiras", parte integrante do projeto institucional do Programa de História Oral do CPDOC, em vigência desde sua criação, em 1975. Ela se insere num conjunto de depoimentos sobre a vida de Clemente Mariani e as elites da Bahia. Um dos objetivos da pesquisa era a publicação da entrevista de Clemente Mariani, o que, por decisão da família, não se realizou. Outro resultado foi a dissertação de mestrado de Daniela Moreaux; "Clemente Mariani: político e empresário." (SP, Unicamp, 1992). A escolha do entrevistado se justificou pela sua importância intelectual no estado da Bahia.
Forma de Consulta:
Entrevista em áudio disponível na Sala de Consulta do CPDOC.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Dulce Chaves Pandolfi
Daniela Maria Moreaux
Data: 9/8/1984 a 31/8/1984
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 4h0min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Manuel Pinto de Aguiar
Formação: Faculdade de Direito.
Atividade: Intelectual da Bahia.

Equipe

Levantamento de dados: Dulce Chaves Pandolfi;Daniela Maria Moreaux;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Dulce Chaves Pandolfi;Daniela Maria Moreaux;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Cristiano Santiago de Sousa;

Temas

Clemente Mariani;
Estado Novo (1937-1945);
Faculdade de Direito da Bahia;
Golpe de 1937;
Instituto Histórico e Geográfico da Bahia;
Juracy Magalhães;
Manuel Pinto de Aguiar;
Partido Social Democrático - PSD;
Petrobras;
Petróleo;
Política estadual;
Revolução de 1930;
Rui Barbosa;

Sumário

1ª Entrevista: 09.08.1984
Fita 1-A: Origens familiares; os primeiros estudos e a vinda para o Rio de Janeiro; a rotina do entrevistado no Rio de Janeiro e suas visitas ao Teatro Municipal; lembranças dos professores; lembranças da infância; o primeiro contato com Rui Barbosa; a opção pelo Direito; o primeiro emprego; a influência de Rui Barbosa sobre a juventude baiana; as leituras do entrevistado; o ingresso no Instituto Histórico da Bahia; a admiração a Teodoro Sampaio.

Fita 1-B: O gosto pela história e pela literatura francesa; o papel da língua francesa na juventude do entrevistado; longos comentários sobre a Faculdade de Direito da Bahia; comentários sobre Clemente Mariani como professor; a oposição a Getúlio Vargas na Bahia; comentários sobre um discurso pronunciado por Clemente Mariani em 1932; a experiência da Revolução de 1930.

Fita 2-A: Longos comentários sobre a Revolução de 1930; a posição dos estudantes com relação à Revolução de 1930; detalhes sobre o curso na Faculdade de Direito do Catete; a questão da legislação trabalhista à época da interventoria de Juraci Magalhães, e a relação entre empregadores e empregados; a aproximação entre os escritórios de advocacia de Clemente Mariani e do entrevistado; longos comentários sobre a entrada do entrevistado no PSD; o primeiro contato com Juraci Magalhães.

Fita 2-B: A indicação do entrevistado, por Juraci Magalhães, para a diretoria da Caixa Econômica da Bahia; a composição do secretariado de Juraci Magalhães; a formação do PSD e a constituinte de 1933; a experiência no golpe de 1937; a saída do entrevistado da Caixa Econômica da Bahia.


2ª Entrevista: 31.08.1984
Fita 3-A: O contato com Clemente Mariani; longos comentários sobre a compra da usina Cinco Rios; longos comentários sobre Clemente Mariani como político e como empresário; a preocupação de Clemente Mariani com os problemas da Bahia e com os problemas nacionais; a questão da usina de Paulo Afonso e da fábrica de alumínio; a criação do Banco de Administração.

Fita 3-B: A criação do Banco de Administração (continuação); questões sobre o desenvolvimento da Bahia e do Nordeste em relação aos estados do Sul; a interventoria de Juraci Magalhães e as tentativas de industrialização da Bahia; breve comentário sobre a interventoria de Landulfo Alves; questões relacionadas à descoberta de petróleo na Bahia; informações sobre o 1º Congresso Brasileiro de Petróleo (1958); a nomeação do entrevistado para a direção da Petrobrás (1960); questões sobre a utilização do gás de petróleo.

Fita 4-A: Longos comentários sobre o projeto do Conjunto Petroquímico da Bahia (COPEB); o interesse de Clemente Mariani pela petroquímica; a questão do confisco cambial; longos comentários sobre a questão do desenvolvimento nacional, sobretudo no Nordeste; o grau de conscientização do empresariado baiano quanto à necessidade de desenvolvimento.

Fita 4-B: Longos comentários sobre a Comissão de Planejamento Econômico (CPE); o interesse de Clemente Mariani pela educação; longos comentários sobre a questão da educação no Brasil; breves comentários sobre a Lei de Diretrizes e Bases; o papel de Clemente Mariani na campanha de erradicação da malária.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados