Pio Soares Canedo

Entrevista

Pio Soares Canedo

Entrevista realizada como parte integrante de projeto pessoal de pesquisador do CPDOC, dentro de suas atribuições profissionais. Neste caso, a professora Lucia Hippolito levantou dados para sua dissertação de mestrado: "De rapossas e reformistas. O PSD e a experiência democrática brasileira" (1945-1964), apresentada ao IUPERJ, em 1984. A escolha do entrevistado se justificou porque foi vice-governador de Minas Gerais, por várias vezes, deputado, presidente da Assmbléia Legislativa, participou da criação da Arena, durante o governo militar, e teve algumas pastas de secretarias estaduais.
Forma de Consulta:
Entrevista em áudio disponível na Sala de Consulta do CPDOC.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Lucia Hippolito
Data: 12/5/1983 a 12/5/1983
Local(ais):
Belo Horizonte ; MG ; Brasil

Duração: 2h30min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Pio Soares Canedo
Nascimento: 1/1/0001; Muriaé; MG; Brasil;

Falecimento: 25/8/1999; -; -; Brasil;

Formação: Bacharel em Direito.
Atividade: O entrevistado foi vice-governador do estado, deputado constituinte por Minas Gerais em 1947, reeleito por várias vezes, presidente da Assembléia Legislativa e presidente do Conselho Penitenciário Nacional. Foi também vereador e prefeito de Muriaé, deputado estadual, secretário de interior e justiça e secretário de agricultura, indústria e comércio. Quando Juscelino Kubitschek foi governador de Minas; ocupou lugar no conselho consultivo do Banco Mineiro da produção e reelegeu-se para a Assembléia Legislativa, onde ficou até ser eleito vice-governador. Além do mais, participou da criação da Arena, durante o governo militar.

Equipe

Levantamento de dados: Lucia Hippolito;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Lucia Hippolito;

Técnico Gravação: Clodomir Oliveira Gomes;

Sumário: Claudia Peçanha da Trindade;

Temas

Benedito Valadares;
Carlos Luz;
Fidelidade partidária;
Governo Juscelino Kubitschek (1956-1961);
Jânio Quadros;
João Goulart;
Juscelino Kubitschek;
Milton Campos;
Partido Social Democrático - PSD;
Política estadual;

Sumário

1a Entrevista: 11/05/1983
Fita 1-A: O papel dos membros do PSD na política brasileira; o papel das bases rurais do PSD, por volta de 1961; a independência dos diretórios estaduais do PSD em relação ao diretório central; as eleições para os governos estaduais (1947); enumeração dos participantes do movimento de dissidência no PSD; o veto de Benedito Valadares à pretensão de Carlos Luz ao governo de Minas Gerais (1947); breve comentário sobre o estilo político de Benedito Valadares; a tentativa de imposição do nome de Venceslau Brás ao governo de Minas Gerais; menção às articulações contra Carlos Luz, no Rio de Janeiro; vitória de Bias Fortes na convenção do PSD (1947); a posição da dissidência, e seu apoio à candidatura de Mílton Campos (1947); a questão da fidelidade partidária; a integração ao governo de Mílton Campos.

Fita 1-B: A integração ao governo de Mílton Campos (continuação); a oposição ao governo de Mílton Campos, na Assembléia Legislativa; os entendimentos entre Virgílio de Melo Franco e Zito Martins Soares; menção à sucessão de Mílton Campos; comentários sobre a eleição presidencial de 1950; a natureza do apoio do PSD mineiro à candidatura de Cristiano Machado; comentários sobre o papel de Dutra nas eleições de 1950; as razões de vitória de Getúlio Vargas; o grau de confiança recíproca entre Juscelino Kubitschek e Benedito Valadares; a candidatura de Juscelino ao governo de Minas Gerais (1951); o comportamento do PSD nacional no período de 1950 a 1954; comentários sobre a recusa do PSD à tese da maioria absoluta e à reforma do código eleitoral para a cédula oficial.

Fita 2-A: A campanha contra a posse de Juscelino Kubitschek na presidência da República; o papel de João Goulart na vitória de Juscelino; observações sobre o afastamento de Café Filho em função de doença (1955); comentários sobre a campanha da UDN contra Juscelino; comentários sobre Carlos Luz; o apoio do PSD ao estado de sítio.

2a Entrevista: 12/05/1983

Fita 2-B: Longos comentários sobre o lançamento da candidatura de Lott à Presidência da República, pelo PSD (1960); visão sobre o crescimento do PTB; comentários sobre Jânio Quadros; razões da fagmentação do PSD, a partir do governo João Goulart.

Fita 3-A: Considerações sobre a localização política do PSD; definição do partido de centro.

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados