GUIMARAES, ALO TICOULAT

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: GUIMARÃES, Alô Ticoulat
Nome Completo: GUIMARAES, ALO TICOULAT

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
GUIMARÃES, ALÔ TICOULAT

GUIMARÃES, Alô Ticoulat

*dep. fed. PR 1954-1955; sen. PR 1955-1963.

 

Alô Ticoulat Guimarães nasceu em Curitiba no dia 12 de dezembro de 1903, filho do general Teodorico Gonçalves Guimarães e de Estela Ticoulat Guimarães. Seu irmão Acir Guimarães foi deputado federal pelo Paraná de 1946 a 1948.

Diplomou-se pela Faculdade de Medicina da Universidade do Paraná em 1927, especializando-se em psiquiatria.

Foi um dos fundadores, em 15 de novembro de 1932, da Confederação dos Tinguis, partido político que tinha como principal objetivo combater o ambiente de desprestígio dos valores paranaenses e apoiar os princípios da Revolução de 1930. Em 1935, no governo de Manuel Ribas (1932-1945), assumiu a diretoria do Serviço Médico-Legal do estado do Paraná e, a partir de 1936, foi professor da cadeira de clínica psiquiátrica da Faculdade de Medicina pela qual se formara.

Sua carreira política iniciou-se quando, em 1945, assumiu a prefeitura de Curitiba. Vice-presidente do Conselho Administrativo do Estado do Paraná entre 1946 e 1947, no ano seguinte , foi secretário de Saúde e Assistência Social, no governo de Moisés Lupion (1947-1951). No pleito de outubro de 1950 foi eleito primeiro suplente de deputado federal pelo Paraná, na legenda do Partido Social Democrático (PSD). Assumiu a Secretaria do Interior e Justiça em 1951, e mais tarde, a diretoria do Serviço Médico-Legal, cargo que deixou em 1952.

No pleito de outubro de 1954, sempre na legenda do PSD, elegeu-se ao mesmo tempo deputado federal por seu estado e suplente de Moisés Lupion, igualmente eleito senador. Convocado à Câmara dos Deputados, aí ocupou uma cadeira no final da legislatura, entre novembro de 1954 e janeiro de 1955, iniciando em seguida o mandato no Senado. Vice-líder do PSD nessa casa em 1962 e vice-presidente da Comissão de Saúde, concluiu o mandato em janeiro de 1963.

Após o movimento político-militar de 31 de março de 1964, que depôs o presidente João Goulart (1961-1964), deixou a carreira política, passando a dedicar-se ao exercício da medicina e do magistério universitário. Trabalhou em sua clínica psiquiátrica até o seu falecimento.

Proprietário do Haras Paraná, foi um dos responsáveis pelo incremento da criação de cavalos de corrida no estado, tendo, para tal, importado reprodutores ingleses. Foi presidente do Jóquei Clube Paranaense em diversas oportunidades.

Foi ainda diretor do Hospital Psiquiátrico Nossa Senhora da Luz e do Sanatório Bom Retiro e secretário do Interior e Justiça do Paraná. Foi membro e presidente da Associação Médica do Paraná e do Conselho da Cruz Vermelha desse estado e pertenceu ainda ao Centro de Estudos Franco da Rocha de São Paulo, à Sociedade de Medicina do Rio de Janeiro e ao Centro de Letras do Paraná.

Faleceu em Curitiba no dia 4 de março de 1985.

Era casado com Nazira Surugi Guimarães, com quem teve dois filhos.

Publicou as seguintes obras: Cirrose hepática de Laenec combinada com mal de Bauti (1927), A ciência psiquiátrica (1938), Penitenciária Agrícola do Estado (1941), O significado humano da carreira médica (1947), O valor da cultura na formação espiritual dos médicos (1949) e O valor da previdência na vida do homem moderno.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; COUTINHO, A. Brasil; MOREIRA, J. Dic.; NICOLAS, M. Cem; SENADO. Relação; SENADO. Relação dos líderes; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (2 e 3).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados