JOSE MAURICIO DE ANDRADE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: ANDRADE, Maurício de
Nome Completo: JOSE MAURICIO DE ANDRADE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
ANDRADE, MAURÍCIO DE

ANDRADE, Maurício de

*dep. fed. MG 1955-1971.

 

José Maurício de Andrade nasceu em Lavras (MG) no dia 22 de fevereiro de 1913, filho de Donato de Andrade e de Laura Sales Botelho de Andrade. Seu pai foi deputado estadual em Minas de 1919 a 1922. Seu tio, Gabriel Andrade, pertenceu à Câmara dos Quatrocentos da Ação Integralista Brasileira (AIB) e foi deputado em Minas entre 1915 e 1918. Seu primo, Orlando de Andrade, foi deputado à Assembléia Legislativa mineira em 1959, de 1963 a 1968 e de 1969 a 1971.

Maurício de Andrade cursou o secundário nos institutos Gammon e Evangelista, em sua cidade natal, e nos ginásios mineiros de Barbacena e de Belo Horizonte. Em 1935, formou-se em direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Minas Gerais (UMG), atual Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Industrial, elegeu-se, em 1947, deputado à Assembléia Constituinte de Minas Gerais pela legenda do Partido Social Democrático (PSD), fundado ao final do Estado Novo (1937-1945). Participou dos trabalhos constituintes e, após a promulgação da nova Carta estadual, passou a exercer o mandato ordinário. Foi líder da maioria na Assembléia e presidiu a Comissão de Finanças. Reeleito em outubro de 1950, no pleito seguinte, de outubro de 1954, concorreu à Câmara dos Deputados, ainda pela legenda do PSD. Eleito, assumiu o mandato em fevereiro de 1955, após deixar em janeiro a Assembléia mineira.

Reelegeu-se em 1958 e em 1962. Durante esta última legislatura, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), agremiação de apoio ao regime militar instaurado no país em abril de 1964 que foi criada após a extinção dos partidos políticos determinada pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965). Pela legenda arenista, reelegeu-se em 1966 e obteve uma suplência em 1970. Concluiu seu mandato em janeiro de 1971, não retornando à Câmara dos Deputados.

Ao longo de sua permanência no Congresso, pertencera às comissões de Finanças, de Economia, de Transportes e do vale do São Francisco e integrara o chamado Bloco Mudancista, formado por parlamentares favoráveis à transferência da capital da República para Brasília.

 Em 1991, sua esposa, Hilda Borges de Andrade, foi eleita prefeita da cidade de Arcos (MG), tendo Maurício de Andrade ocupado a chefia do governo. Em 1996, assumiu o mesmo posto com a nova eleição de sua esposa.

Teve três filhos.

 

FONTES: ASSEMB. LEGISL. MG. Dicionário biográfico; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1967-1971); CÂM. DEP. Relação dos dep.; CONSULT. MAGALHÃES, B.; Rev. Arq. Públ. Mineiro (12/76); TRIB. SUP. ELEIT. Dados (1, 2, 3, 4, 6, 8 e 9).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados