Banco de Práticas de Responsabilidade Social e Sustentabilidade no Varejo

Dados do Programa/Projeto 
Prêmio
Status Participante
Programa/Projeto PROJETO ESPERANÇA
Prática COLETA E VENDA DE MATERIAL RECICLÁVEL
Focos de Atuação  - Doações
- Preservação Ambiental
- Reciclagem
 
Stakeholders  - Meio Ambiente
- Fornecedores
- Consumidores e Clientes
- Comunidade
 

Dados da Instituição  CNPJ: 26.404.731/0001-96
Nome Fantasia: ELETROZEMA
Razão Social: ELETROZEMA LTDA.
Porte/Categoria: Grande Empresa
Setor Varejista: Móveis e Eletrodomésticos
Região: Sudeste
Endereço: Av. José Ananias de Aguiar, 5005
Cidade: Araxá
Estado: MG (Minas Gerais)
CEP: 38184-200
Site: www.eletrozema.com.br

Dados do Contato/Pessoa Responsável  Nome HELIENE PENA RIBEIRO LEMOS
Cargo Gerente de Responsabilidade Social
e-mail responsabilidadesocial@grupozema.com.br
Telefone (34) 3661-1148

Descrição  Zema
Projeto Esperança

Implantado em 1999, o Projeto Esperança surgiu da preocupação do CEO da Zema, Romeu Zema Neto, com o montante do lixo recolhido diariamente nas empresas do grupo, que eram levados para o lixão. Considerada uma das principais ações voltadas para a reciclagem de lixo e pioneiro em Araxá, a iniciativa é reconhecida por instituições de todo o país por seu cunho social e ambiental. Segundo o CEO, a idéia do projeto não é resolver o problema global, mas sem dúvidas serve de exemplo. Várias empresas, após conhecerem a concepção, aderiram ao Projeto Esperança, enquanto outras desenvolveram ações semelhantes.

Após estudos e análises sobre o volume e tipo do lixo, foi desenvolvido a iniciativa com o objetivo de aproveitar da melhor forma o material reciclável. O plano visa estruturar e formalizar a coleta desse lixo, conscientizando a sociedade. Romeu Zema acredita que o importante não é somente doar recursos financeiros, e sim causar um impacto positivo junto aos colaboradores e à comunidade por meio da conscientização, o que torna a contribuição mais gratificante.

Em todos os pontos da empresa Zema, que incluem lojas de eletrodomésticos, postos de combustível, concessionárias de automóveis, venda de consórcio, lojas de roupas, cerâmica e supermercados, a coleta seletiva é uma realidade concreta. Dessa forma, o papel, papelão, plástico, isopor e alumínio são armazenados, temporariamente, em cada um dos pontos de venda da empresa; isso sem contar o material dos coletores instalados no comércio e nas indústrias de Araxá. Diariamente, os caminhões do grupo recolhem o lixo reciclável em todos os municípios e o transporta para o Centro de Triagem do Projeto Esperança, criado exclusivamente para este fim, no Centro de Distribuição e Apoio das Lojas Eletrozema (CDA), em Araxá.

A Gerente de Responsabilidade Social da empresa, responsável pela coordenação do Projeto Esperança, Heliene Lemos, ressalta sempre que no Centro de Triagem o projeto inicia sua função social com a criação de empregos. Os colaboradores do Projeto Esperança separam e prensam o material que vai para as usinas recicladoras. O procedimento inclui, ainda, a venda destes materiais e se finaliza com a doação às instituições que assistem crianças e adolescentes nos estados de Minas Gerais e São Paulo, em cidades onde a Zema está presente. A receita obtida com a venda dos recicláveis gira em torno de vinte mil reais mensais, sendo destinada integralmente a entidades. Desde o início do projeto, mais de 500 mil reais já foram doados.
No último período foram recolhidas mais de mil toneladas de materiais que iriam para o lixo. Este material recolhido é separado, prensado e vendido às maiores usinas de reciclagem do Brasil, resultando em uma grande ajuda ambiental e gerando recursos financeiros. É possível identificar que deste total, cada tonelada de papel evita o corte de 25 árvores. Com a iniciativa da empresa, mais de 23 mil árvores já foram salvas.

Atualmente, a iniciativa conta com a participação de 83 parceiros,dentre escolas, bancos, empresas do comércio, mineradoras e outros, os quais doam o material reciclável. Fornecedores do grupo também já aderiram ao projeto e contribuem entregando lixo reciclável recolhido em suas próprias empresas.
Nestes oito anos de preocupação, a Zema já investiu aproximadamente 980 mil reais no projeto, lembrando que a venda do material reciclado é inteiramente destinada a instituições do terceiro setor.

Donizete Cândido Pereira é operador de prensa e está no programa desde que ele foi criado. Ele explica como é feito o processo de coleta e seleção. “A seleção dos materiais é feita no centro de triagem, quando o material chega ao CDA ele é prensado. A coleta e seleção que é feita no CDA são de produtos internos ou das lojas, o material só sai do CDA quando está pronto para ser comercializado”.

O operador diz que é muito complicada a seleção dos materiais, pois eles vão se subdividindo, e por mais que seja papel, eles não são todos iguais, não se pode misturar papel branco com colorido, pois assim haverá perda no ganho final. Para ele “falta cultura ecológica das pessoas para diferenciar lixo de material reciclável, o que não é a mesma coisa!”.

Resultados

Além das inúmeras visitas de estudantes e empresários, a Zema foi premiada e reconhecida nacionalmente várias vezes pela iniciativa. Dentre outras premiações, de 2002 até 2006, o Projeto Esperança tem proporcionado a empresa o selo de Empresa Amiga da Criança, concedido pelo Unicef. O jornal Valor Econômico certificou com o selo “Valor Social”, em 2005; mesmo ano em que a revista Exame a reconheceu no Guia Exame da Boa Cidadania Corporativa, como uma empresa que respeita o meio ambiente.
 

<< voltar

 
 
Fundação Getulio Vargas
GVcev – Centro de Excelência em Varejo da FGV-EAESP
Programa de Responsabilidade Social e Sustentabilidade no Varejo
rsnovarejo@fgv.brwww.varejosustentavel.com.br

Tel: +55 (11) 3799-3276/3799-3654
Av. 9 de Julho, 2029 – 11º andar - 01313-902 – São Paulo (SP)