ACIVAL GOMES DOS SANTOS

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: GOMES, Acival
Nome Completo: ACIVAL GOMES DOS SANTOS

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
GOMES, ACIVAL

GOMES, Acival

*const. 1987-1988; dep. fed. SE 1987-1991.

 

Acival Gomes dos Santos nasceu em Estância (SE) no dia 7 de janeiro de 1948, filho de Manuel Dernival Santos e de Acidália Gomes dos Santos.

Radialista e jornalista formado pela Faculdade de Comunicação do Recife, ingressou na vida pública elegendo-se vereador na capital sergipana em novembro de 1972, na legenda do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição ao regime militar instaurado em abril de 1964. Reeleito em novembro de 1976, após a extinção do bipartidarismo, em novembro de 1979, e a consequente reorganização partidária, filiou-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), sucessor do MDB. Nas eleições de novembro de 1982, conquistou seu terceiro mandato na Câmara de Aracaju.

Licenciado de 1985 a 1986 para exercer a Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo no governo de João Alves Filho (1983-1987), no mesmo período ocupou a presidência da Companhia de Desenvolvimento da Indústria e Recursos Minerais de Sergipe (Codise).

Elegeu-se deputado federal constituinte no pleito de novembro de 1986. Titular da Subcomissão do Poder Legislativo, da Comissão da Organização dos Poderes e Sistema de Governo, e suplente da Subcomissão da Ciência e Tecnologia e da Comunicação, da Comissão da Família, da Educação, Cultura e Esportes, da Ciência e Tecnologia e da Comunicação, votou a favor da nacionalização do subsolo, da estatização do sistema financeiro, da limitação dos encargos da dívida externa, da legalização do aborto, da proibição do comércio de sangue, da estabilidade no emprego, do turno ininterrupto de seis horas de trabalho, da jornada de 40 horas semanais de trabalho, da unicidade sindical e do mandato de cinco anos para o então presidente José Sarney. Votou contra a pena de morte, o presidencialismo e o pluralismo sindical.

Nomeado para a Secretaria Estadual de Obras, Transportes e Energia em janeiro de 1989, sua vaga foi ocupada por Gérson Vilas Boas. Filiado ao Partido da Social-Democracia Brasileira (PSDB) desde junho de 1988, retornou à Câmara dos Deputados em agosto, a fim de garantir que o candidato do seu partido à presidência da República, Mário Covas, pudesse ter o maior tempo possível de propaganda eleitoral no rádio e na televisão.

Nas eleições de outubro de 1990, tentando reeleger-se, obteve uma suplência. Deixou a Câmara ao término do mandato no fim de janeiro de 1991.

Nomeado presidente da Telecomunicações de Sergipe pelo governador Albano Franco em 1995, exerceu essa função até 1998, quando se desincompatibilizou do cargo para disputar, sem êxito, uma vaga de deputado estadual nas eleições de outubro desse ano.

No pleito de 2002, candidatou-se a uma vaga na Câmara dos Deputados pelo estado de Sergipe, na legenda do PSDB, e obteve uma suplência.

Casou-se com Maria Nazaré de Carvalho, com quem teve três filhos.

 

 

FONTES: ASSEMB. NAC. CONST. Repertório (1987-1988); CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1991-1995); COELHO, J. & OLIVEIRA, A. Nova; INF. BIOG.; INF. GÉRSON VILAS BOAS< www.tse.gov.br>.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados