AFONSO DA SILVA MATOS

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MATOS, Afonso
Nome Completo: AFONSO DA SILVA MATOS

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
MATOS, AFONSO

MATOS, Afonso

*const. 1946; dep. fed. MA 1946-1956, 1957-1958, 1967 e 1968-1969.

 

Afonso da Silva Matos nasceu em São Luís no dia 30 de outubro de 1911, filho de João Assis de Matos e de Etelvina Ramos da Silva Matos.

Cursou a Faculdade Fluminense de Medicina e a Faculdade de Medicina da Universidade do Brasil, pela qual se diplomou, especializando-se em doenças de nutrição e do aparelho digestivo. Tornou-se depois vice-presidente da Cruz Vermelha do Maranhão, médico-chefe do serviço de saúde dos Correios e Telégrafos do Maranhão, médico do Ministério da Viação e Obras Públicas e chefe de clínica médica do Hospital Português de São Luís.

Membro do Conselho Administrativo do Maranhão entre março e outubro de 1945, durante a interventoria de Clodomir Cardoso, com o fim do Estado Novo (1937-1945) e a conseqüente redemocratização do país, elegeu-se no pleito de dezembro desse ano deputado por seu estado à Assembléia Nacional Constituinte na legenda do Partido Social Democrático (PSD), do qual foi membro de sua Comissão Executiva. Assumiu sua cadeira em março de 1946, participou dos trabalhos constituintes e, com a promulgação da nova Carta (18/9/1946) e a transformação da Constituinte em Congresso ordinário, permaneceu na Câmara como membro da Comissão Especial de Valorização da Amazônia.

No pleito de outubro de 1950, reelegeu-se na legenda do Partido Social Trabalhista (PST), liderado no estado por Vitorino Freire, tornando-se vice-líder desse partido a partir de março de 1951 e líder a partir de maio de 1952. Reeleito mais uma vez no pleito de outubro de 1954, agora na legenda do Partido Social Progressista (PSP), interrompeu o mandato nos períodos de maio a setembro de 1955, de janeiro a maio de 1956, de novembro desse ano a fevereiro de 1957, de novembro a dezembro do mesmo ano e de fevereiro a março de 1958.

No pleito de outubro de 1958, candidatou-se novamente a deputado federal por seu estado na legenda das Oposições Coligadas, formadas pela União Democrática Nacional (UDN), o Partido Democrata Cristão (PDC) e o Partido Republicano (PR), obtendo apenas a quarta suplência. Em novembro do mesmo ano deixou a Câmara, e no pleito de 1962 elegeu-se quinto suplente de deputado federal por seu estado na legenda do PSP, não chegando a exercer o mandato nessa legislatura.

Após a vitória do movimento político-militar de 31 de março de 1964 que depôs o presidente João Goulart (1961-1964), a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de apoio ao regime militar, e, no pleito de novembro de 1966, voltou a se eleger deputado federal na legenda desse partido. Assumiu o mandato em fevereiro de 1967, interrompendo-o de junho desse ano a maio de 1968. Foi membro da Comissão de Serviço Público e da Comissão de Valorização Econômica da Amazônia da Câmara dos Deputados. Renunciou à sua cadeira em maio de 1969.

Tornou-se membro da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Maranhão.

Faleceu no Rio de Janeiro no dia 4 de março de 1993.

Era casado com Flori Parga de Matos, com quem teve três filhos.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1967-1971); CÂM. DEP. Relação dos dep.; CÂM. DEP. Relação nominal dos senhores; CISNEIROS, A. Parlamentares; Diário do Congresso Nacional; Globo (10/3/93); Grande encic. Delta; Jornal do Brasil (10/3/93); SILVA, G. Constituinte; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (1, 2, 3, 4, 6 e 8).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados