AGRIPA DE CASTRO FARIA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: FARIA, Agripa
Nome Completo: AGRIPA DE CASTRO FARIA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
FARIA, AGRIPA

FARIA, Agripa

*dep. fed. SC 1951-1954; sen. SC 1954-1955.

 

Agripa de Castro Faria nasceu em Campos (RJ) no dia 2 de abril de 1901, filho de Antônio Joaquim de Castro Faria e de Francisca Barbosa de Faria.

Estudou no Ginásio de Campos, ingressando depois na Faculdade Nacional de Medicina, no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, pela qual se diplomou. Transferiu-se pouco depois de formado para Santa Catarina, onde abriu uma clínica em São Joaquim, então São Joaquim da Costa da Serra.

Simpático à Aliança Liberal e à Revolução de 1930, no pleito de outubro de 1934 elegeu-se deputado à Assembléia Constituinte de Santa Catarina na legenda da Coligação por Santa Catarina, composta pela Legião Republicana Catarinense, o Partido Social Evolucionista e o Partido Republicano Catarinense. Segundo-secretário da Assembléia, participou da elaboração da Constituição promulgada em agosto de 1935 e permaneceu no exercício do mandato até o advento do Estado Novo (10/11/1937), que suprimiu as câmaras legislativas do país. Em seguida, dirigiu o Centro de Saúde de Florianópolis, foi titular de uma diretoria da Secretaria de Saúde Pública e diretor do Serviço de Assistência aos Psicopatas do Estado de Santa Catarina de 1940 a 1943. Neste último ano, assumiu a diretoria do Hospital Colônia Santana, onde permaneceria até 1950.

Com a reconstitucionalização do país que se seguiu à queda do Estado Novo (29/10/1945), elegeu-se no pleito suplementar de janeiro de 1947 deputado estadual pelo Partido Social Democrático (PSD). Por essa mesma legenda e nesse mesmo pleito, elegeu-se suplente do senador por Santa Catarina Francisco Benjamim Gallotti. Em outubro de 1950, elegeu-se deputado federal por Santa Catarina na legenda do PSD, assumindo o mandato em fevereiro de 1951. Em novembro de 1954, porém, a dois meses do final da legislatura, desligou-se da Câmara para ocupar no Senado a vaga deixada pelo titular, que renunciara ao mandato. Exerceu o mandato de senador por apenas dois meses, até janeiro de 1955.

De 1958 a 1965 foi assistente da presidência da Legião Brasileira da Assistência em Santa Catarina.

Faleceu em junho de 1965.

Era casado com Ecilda Castro Faria, com quem teve duas filhas.

 

 

FONTES: ASSEMB. LEGISL. SC. Dicionário político; CABRAL, O. Breve; CABRAL, O. Era; CABRAL, O. História; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1946-1967); CÂM. DEP. Relação dos dep.; CISNEIROS, A. Parlamentares; Constituinte; SENADO. Relação.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados