AGUIAR, HUGO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: AGUIAR, Hugo
Nome Completo: AGUIAR, HUGO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
AGUIAR, Hugo

AGUIAR, Hugo

* dep. fed. MG 1967-1975.

 

Hugo Aguiar nasceu em Araguari (MG) no dia 1o de março de 1928, filho do político José Emílio de Aguiar e de Carmem Porto Aguiar.

Fez o curso secundário no Colégio Regina Pacis, em sua cidade natal, e no Instituto Padre Machado de Belo Horizonte. Em 1951, formou-se em direito pela Universidade de Minas Gerais (UMG), atual Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Advogado e proprietário de terras, iniciou suas atividades políticas como vereador em Coromandel (MG), pela legenda do Partido Social Democrático (PSD). Exerceu o mandato em duas legislaturas, tendo ocupado a presidência da Câmara Municipal. No governo de José Francisco Bias Fortes (1956-1961), foi chefe do Gabinete do secretário do Interior e Justiça, José Ribeiro Pena, nos anos de 1956 e 1957.

Em outubro de 1958, foi eleito deputado estadual em Minas Gerais pelo Partido Social Democrático (PSD), sendo empossado no cargo em fevereiro seguinte. Ao longo do mandato, foi presidente das comissões de Serviço Público Civil e de Redação, vice-presidente das comissões de Educação e Cultura e de Siderurgia e membro da Comissão de Constituição, Legislação e Justiça e da Comissão Especial de Refinaria de Petróleo em Belo Horizonte. Reeleito em 1962, permaneceu atuando na Comissão de Constituição, Legislação e Justiça e ocupou a vice-presidente da Assembléia Legislativa mineira durante o ano de 1963.

Com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional no 2 (27/10/1965) e a conseqüente instauração do bipartidarismo, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de apoio ao regime militar instaurado no país em abril de 1964.

De fevereiro a agosto de 1966, licenciou-se do mandato de deputado estadual para ocupar a Secretaria de Administração do governo de Israel Pinheiro (1966-1971). Em outubro do mesmo ano, elegeu-se deputado federal por seu estado pela legenda da Arena. Encerrou sua passagem pela Assembléia Legislativa de Minas em janeiro de 1967 e, em fevereiro, assumiu sua cadeira na Câmara Federal. Reeleito em novembro de 1970, exerceu o mandato até janeiro de 1975. Neste período, pertencera à Comissão de Serviço Público e, como suplente, à Comissão de Finanças da Câmara. Tentou a reeleição no pleito de novembro de 1974, obtendo apenas a sétima suplência de sua bancada.

Diretor da Caixa Econômica do Estado de Minas Gerais (MinasCaixa) entre 1975 e 1983, no ano seguinte tornou-se delegado federal do Ministério de  Agricultura em Minas Gerais, cargo que ocupou até 1986. Em 1988, tornou-se presidente da Companhia Mineradora do Pirocloro de Araxá, empresa de economia mista, reunindo capitais do governo mineiro e do grupo Unibanco. Desempenhou essa função até fevereiro de 1999.

Empresário, tornou-se proprietário de uma fazenda e de um posto de gasolina, em Coromandel.

Casou-se com Beatriz de Castro Aguiar, com quem teve dois filhos.

 

FONTES: ANDRADE, F. Relação; ASSEMB. LEGISL. MG. Dicionário biográfico; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1967-1971 e 1971-1975); INF. BIOG.; NÉRI, S. 16; Rev. Arq. Públ. Mineiro (12/76).

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados