ALENCAR, FRANCISCO VIEIRA DE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: ALENCAR, Francisco Vieira de
Nome Completo: ALENCAR, FRANCISCO VIEIRA DE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
ALENCAR, FRANCISCO VIEIRA DE

ALENCAR, Francisco Vieira de

*superint. Sumoc 1960-1961.

 

Francisco Vieira de Alencar nasceu em Araripe (CE) no dia 27 de dezembro de 1902, filho de Joaquim de Barros Alencar e de Martinha Vieira de Alencar.

Fez os primeiros estudos e o curso secundário no Amazonas, ingressando depois na Faculdade de Direito de Manaus, pela qual se formaria em janeiro de 1929.

Iniciou sua carreira de funcionário do Banco do Brasil em 1922, tendo sido também professor de francês na Escola Normal do Amazonas, em Manaus, e no Instituto Paraneirense, na Paraíba.

No Banco do Brasil, foi nomeado subgerente do setor industrial da Carteira de Crédito Agrícola e Comercial em 1942. Entre agosto desse ano e julho de 1944 foi interventor no Banco Alemão Transatlântico, cuja liquidação havia sido determinada pelo governo após a declaração de guerra do Brasil à Alemanha. Em dezembro de 1944, representou o banco no I Congresso Brasileiro da Indústria, realizado em São Paulo.

Chefe de gabinete do Ministro do Trabalho Otacílio Negrão de Lima em 1946, ocupou interinamente a pasta quando o ministro se exonerou (16/10/1946), permanecendo no cargo até a posse (25/10/1946) do novo titular, Morvan Dias de Figueiredo.

Promovido a chefe de seção no Banco do Brasil em julho de 1947, de março de 1956 a abril de 1960 foi diretor da Carteira de Crédito Geral do banco. Em junho de 1960, assumiu o cargo de superintendente da Superintendência da Moeda e do Crédito (Sumoc), que em 1965 seria transformada no Banco Central do Brasil, no lugar de Marcos de Sousa Dantas. Ocupou o cargo até fevereiro de 1961, sendo substituído por Otávio Gouveia de Bulhões. Em seguida, aposentou-se pelo Banco do Brasil.

Foi ainda presidente do Banco Continental e membro da Academia Amazonense de Letras.

Faleceu no dia 22 de junho de 1967.

Era casado com Amélia Peres Vieira de Alencar, com quem teve um filho.

Publicou Metamorfoses da língua francesa (tese) e Papel dos bancos na evolução social do Brasil (1943) além de artigos em jornais.

 

FONTES: BRAGA, R. Dic.; COUTINHO, A. Brasil; FICHÁRIO PESQ. M. AMORIM; HIRSCHOWICZ, E. Contemporâneos; INF. FAM.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados