ALVARENGA, BENEDITO NILO DE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: ALVARENGA, Benedito Nilo de
Nome Completo: ALVARENGA, BENEDITO NILO DE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
ALVARENGA, BENEDITO NILO DE

ALVARENGA, Benedito Nilo de

*const. 1934; dep. fed. RJ 1935-1937.        

 

Benedito Nilo de Alvarenga nasceu em Campos (RJ) no dia 12 de novembro de 1884, filho de Manuel Timóteo de Alvarenga e de Maria Rita de Almeida Alvarenga.

Fez os primeiros estudos no Liceu de Campos, ingressando em seguida na Faculdade Livre de Direito do Rio de Janeiro, no então Distrito Federal, pela qual se bacharelou em 1905. Ao longo de sua carreira profissional, atuou como promotor interino em sua cidade natal e, a partir de 1914, como suplente de juiz federal no mesmo município. Em 1916 foi eleito deputado estadual na legenda da Oposição Constitucional Fluminense, cumprindo o mandato desse ano até 1918, quando deixou também a suplência na magistratura em Campos. Colaborou nesse período para a elaboração do Código Judiciário do estado do Rio de Janeiro e dedicou-se, a partir de então, à advocacia em sua cidade, tendo atuado igualmente no Tribunal da Relação do estado.

Proprietário de fazendas de cana-de-açúcar e de café na região de Campos, em 1932 foi nomeado membro do Conselho Econômico do estado do Rio de Janeiro pelo interventor federal no estado, almirante Ari Parreiras, por indicação do Sindicato Agrícola de Campos e da Associação do Comércio e Indústria de Macaé (RJ).

Eleito em maio de 1933 deputado à Assembléia Nacional Constituinte na legenda da União Progressista Fluminense, assumiu o mandato em novembro desse ano e, durante os trabalhos constituintes, apresentou emenda criando uma corte de justiça constitucional, que não foi, contudo, aceita nem recomendada. Após a promulgação da nova Carta (16/7/1934), teve o mandato estendido até maio de 1935. Reeleito em outubro de 1934 na mesma legenda para a legislatura ordinária que se seguiu à Constituinte, ocupou-se na Câmara dos Deputados particularmente de dois temas: o regime tributário de rendas e as garantias jurisdicionais da Constituição. Teve o mandato suspenso em 10 de novembro de 1937, quando o advento do Estado Novo dissolveu todos os órgãos legislativos do país.

Casou-se com Ana Alvarenga.

FONTES: ASSEMB. NAC. CONST. 1934. Anais; Boletim Min. Trab. (5/36); CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Relação nominal; Câm. Dep. seus componentes; Diário do Congresso Nacional; GODINHO, V. Constituintes; SILVA, H. 1934.

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados