ALVIM, MAX

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: ALVIM, Max
Nome Completo: ALVIM, MAX

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
ALVIM, Max [PRONTO]

ALVIM, Max

* militar; comte. VI Comar 1983-1985.

 

Max Alvim nasceu no Rio de Janeiro no dia 23 de novembro de 1928, filho de Gerson de Faria Alvim e de Rosina Stich Alvim.

Sentou praça na antiga Escola de Aeronáutica em março de 1946. Declarado aspirante a oficial-aviador em dezembro de 1949, foi em seguida classificado como estagiário no 5o Grupo de Aviação, do qual foi instrutor entre 1952 e 1953. Depois de promovido a 1o tenente, serviu na Escola Preparatória de Cadetes do Ar, em Barbacena (MG), e foi chefe de Patrimônio da base aérea do Aeroporto do Galeão, no Rio. Em 1959, concluiu o curso de aperfeiçoamento e tática aérea, na base aérea de Cumbica (SP), sendo em seguida transferido para o Depósito de Aeronáutica do Rio de Janeiro, de onde saiu, já como capitão, em fins deste último ano.

Em 1960, foi posto na condição de adido à Diretoria do Pessoal sem função alguma, por ter participado da revolta de Aragarças (GO), movimento de oficiais da Aeronáutica contrários ao governo de Juscelino Kubits­chek (1956-1961). Deflagrado em novembro de 1959, e liderado pelo tenente-coronel João Paulo Moreira Burnier e pelo major Haroldo Veloso, o levante não recebeu um apoio efetivo, sendo derrotado três dias após sua deflagração.

Com o fim da punição, Alvim serviu novamente na base aérea do Galeão (1961) e depois na base aérea de Gravataí (RS).  Promovido a major em 1964, foi nomeado comandante do Esquadrão de Suprimento e Manutenção, função que exerceu até 1967, quando foi transferido para o Grupo de Transporte Especial, na Base aérea de Brasília. Em 1969, assumiu o comando do Grupo de Instrução Aérea da Academia da Força Aérea, em Pirassununga (SP), concluindo, no ano seguinte, o curso de Estado-Maior na Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica, onde atuou como instrutor até 1974. Após ter sido diretor do Parque de Eletrônica e Proteção ao Vôo do Rio de Janeiro, de 1975 a 1977, foi designado para servir num órgão da Presidência da República, em Brasília. Na capital federal, chefiou o Estado-Maior do Comando Geral do Ar.     

Promovido a major-brigadeiro do ar em julho de 1983, neste mesmo ano foi  nomeado comandante do VI Comando Aéreo Regional, também em Brasília, em substituição ao brigadeiro Vicente de Magalhães Morais. Deixando o posto dois anos depois, assumiu em seguida o comando da Universidade da Força Aérea, no Rio. Transferindo-se para a reserva em setembro  de 1987, não mais exerceu qualquer atividade profissional.

Nos Estados Unidos, Max Alvim concluiu os cursos de administração logística da Força Aérea norte-americana e de administração de segurança nacional do Colégio Industrial das Forças Armadas. Fez ainda o curso superior de informações do Exército norte-americano.

Viúvo, foi casado com Iracema Gertrud Bilian Alvim, com quem teve quatro filhos.     

 

FONTES: CURRIC. BIOG.; INF. BIOG.

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados