ANTONIO CARLOS LEITE FRANCO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: FRANCO, Antônio Carlos
Nome Completo: ANTONIO CARLOS LEITE FRANCO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
FRANCO, ANTÔNIO CARLOS

FRANCO, Antônio Carlos

*const. 1987-1988; dep. fed. SE 1987-1988.

Antônio Carlos Leite Franco nasceu em Aracaju no dia 15 de maio de 1952, filho de Augusto do Prado Franco e de Maria Virgínia Leite Franco. Seu pai foi duas vezes deputado federal (1967-1971 e 1983-1987), senador (1971-1979) e governador (1979-1982) de Sergipe. Seu irmão, Albano Franco, foi presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI) (1980-1994), senador por Sergipe (1982-1991), constituinte em 1987-1988, duas vezes governador do estado (1995-2003) e deputado federal a partir de 2007. Seu tio, Walter do Prado Franco, foi constituinte em 1946, senador (1946-1955) e deputado federal (1955-1957).

Estudou economia nas Faculdades Integradas Tiradentes, mas não chegou a se formar. Principal executivo da família Franco, nas eleições de novembro de 1986 concorreu a uma cadeira de deputado federal constituinte na legenda do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Eleito, foi empossado em 1º de fevereiro de 1987, quando tiveram início os trabalhos da Assembléia Nacional Constituinte (ANC). Integrou a Subcomissão dos Princípios Gerais, Intervenção do Estado, Regime da Propriedade do Subsolo e da Atividade Econômica, da Comissão da Ordem Econômica, e foi suplente da Subcomissão da Defesa do Estado, da Sociedade e de sua Segurança, da Comissão da Organização Eleitoral, Partidária e Garantia das Instituições. Nas principais votações da Constituinte foi contrário à pluralidade sindical, ao turno ininterrupto de seis horas, à nacionalização do subsolo, à estatização do sistema financeiro e à jornada semanal de 40 horas. Votou a favor do presidencialismo, da unicidade sindical e do mandato de cinco anos para o então presidente da República José Sarney.

Em novembro de 1988, um mês após a promulgação da Constituição e o início dos trabalhos ordinários na Câmara dos Deputados, elegeu-se prefeito de Laranjeiras (SE) na legenda do PMDB. Deixou sua cadeira na Câmara, que foi ocupada por Leopoldo de Araújo Sousa Neto (PMDB), e assumiu a prefeitura em janeiro de 1989. Após encerrar seu mandato como prefeito de Laranjeiras em dezembro de 1992, não mais postulou qualquer cargo público. Em 1998, exerceu a função de diretor-superintendente na Fiação e Tecelagem Nortista S. A. e na Empresa Gráfica Jornal da Cidade Ltda, localizadas em Aracaju, além de ser diretor-gerente da Usina São José do Pinheiro Ltda.

Faleceu em Aracaju em 2004.

Casado com Teresa Augusta Miranda Franco, teve três filhos.

FONTES: ASSEMB. NAC. CONST. Repertório (1987-1988); COELHO, J. & OLIVEIRA, A. Nova; ENTREV. BIOG.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados