ANTONIO VINICIUS RAPOSO DA CAMARA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CÂMARA, Vinicius
Nome Completo: ANTONIO VINICIUS RAPOSO DA CAMARA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

CÂMARA, Vinícius

*dep. fed. AM 1971-1975.

Antônio Vinícius Raposo da Câmara nasceu em Manaus no dia 13 de agosto de 1933, filho de Frederico Augusto Raposo da Câmara e de Consuelo Raposo da Câmara. Seu avô paterno foi desembargador. Seu avô materno era imigrante judeu, proveniente do Marrocos.

Cursou o Colégio Estadual do Amazonas antes de ingressar na então Faculdade Nacional de Filosofia, no Rio de Janeiro, pela qual se formou em ciências sociais. Funcionário do Ministério da Agricultura, concluiu em 1958 o curso da Escola Brasileira de Administração Pública da Fundação Getulio Vargas, também no Rio, tornando-se no ano seguinte diretor da divisão de pessoal do Instituto Nacional de Imigração e Colonização (INIC). Mais tarde diretor da divisão de material, do departamento de migrações e chefe de gabinete da diretoria executiva do INIC, em 1964 foi nomeado chefe de gabinete do ministro da Agricultura. No mesmo ano foi transferido para a chefia de gabinete do diretor-geral do Serviço de Navegação da Amazônia e Administração do Porto do Pará (SNAPP).

Transferindo-se para Salvador, foi secretário de Administração (1965), secretário-geral (1965-1967) e depois presidente da Companhia de Abastecimento da capital baiana. Secretário-geral do diretório municipal da Aliança Renovadora Nacional (Arena) em Salvador, em 1967 retornou a seu estado natal, foi nomeado secretário de Educação e Cultura do Amazonas e passou também a integrar o diretório regional da Arena. Secretário interino do Interior e Justiça do Amazonas em 1969, até deixar o secretariado no ano seguinte ocupou ainda a presidência do Conselho Estadual de Educação, do Conselho Estadual de Cultura, do Conselho Regional de Desportos, da Fundação Cultural e da Fundação Educacional do Estado do Amazonas.

Em novembro de 1970 foi eleito deputado federal pelo Amazonas na legenda da Arena. Assumiu seu mandato no início de 1971 e tornou-se membro efetivo da Comissão de Segurança Nacional da Câmara dos Deputados. Foi também suplente da Comissão de Serviço Público. Candidato à reeleição em 1974, obteve a terceira suplência. Deixou a Câmara ao final da legislatura, em 31 de janeiro de 1975.

Entre 1979 e 1982, exerceu diversas funções no governo do Amazonas, tendo sido titular das secretarias de Administração e de Energia, Habitação e Saneamento, bem como presidente do conselho de administração do Instituto de Previdência e Assistência aos Servidores do Estado do Amazonas (IPASEA). Nesse período foi também membro dos conselhos de administração das Centrais Elétricas Amazonas S.A., da Sociedade de Habitação Popular do Amazonas, da Companhia de Saneamento do Amazonas e do Conselho Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano. Posteriormente tornou-se conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Amazonas, tendo presidido o órgão em 1982 e nos biênios 1983-1984 e 1985-1986. Corregedor do Tribunal em 1987, nesse mesmo ano aposentou-se. Entre 1987 e 1988, presidiu a Fundação de Ação Comunitária do Estado do Amazonas. Desde então, deixou de exercer qualquer cargo público.

Foi casado com Vilma Ferreira Raposo da Câmara, com quem teve quatro filhos. Contraiu segundas núpcias com Maria José Bruce Raposo da Câmara, com quem teve um filho.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1971-1975), INF. BIOG.; NÉRI, S. 16; Perfil (1972); Súmulas; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (9).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados