ANTONIO XAVIER DE OLIVEIRA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: OLIVEIRA, Antônio Xavier de
Nome Completo: ANTONIO XAVIER DE OLIVEIRA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
OLIVEIRA, ANTÔNIO XAVIER DE

OLIVEIRA, Antônio Xavier de

*const. 1934; dep. fed. CE 1935-1937.

 

Antônio Xavier de Oliveira nasceu em Juazeiro do Norte (CE) no dia 9 de outubro de 1892, filho de José Xavier de Oliveira e de Umbelina Amália Xavier de Oliveira.

Transferindo-se para o Rio de Janeiro, então Distrito Federal, aí se diplomou pela Faculdade de Medicina, especializando-se em psiquiatria. Dedicou-se paralelamente ao estudo dos problemas brasileiros, em particular do Nordeste.

Em maio de 1933 elegeu-se deputado pelo Ceará à Assembléia Nacional Constituinte na legenda da Liga Eleitoral Católica, assumindo sua cadeira em novembro do mesmo ano. Na Constituinte, defendeu vigorosamente, ao lado de Miguel Couto, a proibição da entrada de imigrantes japoneses e de todos os grupos de cor, especialmente negros, no Brasil. Promulgada a nova Carta (16/7/1934), teve o mandato prorrogado até abril de 1935.

Em outubro de 1934 foi eleito deputado federal pelo Ceará na mesma legenda, exercendo o mandato de junho de 1935 a novembro de 1937, quando, com o advento do Estado Novo, os órgãos legislativos do país foram suprimidos. Retornou à política elegendo-se no pleito de outubro de 1950 suplente de deputado federal pelo Ceará na legenda da União Democrática Nacional (UDN). Não chegou contudo a ocupar uma cadeira na Câmara.

Faleceu no Rio de Janeiro no dia 6 de fevereiro de 1953.

Escreveu, entre outros trabalhos, Beatos e cangaceiros (1920), O magnicida Manso de Paiva — um aspecto clínico e médico-legal de sua psicopatia (tese, 1928), Intercâmbio intelectual americano (1930), Espiritismo e loucura (1931), O Exército e o sertão (1932), Na Assembléia Constituinte (discursos e emendas, 1934), O problema imigratório na América Latina — o sentido político-militar da colonização japonesa nos países do novo mundo (1934; 2ª ed., 1942), O problema imigratório na Constituição brasileira — razões americanas de uma campanha de brasilidade (emendas e discursos na Constituinte e na Câmara Federal, 1937), Cardeal Pacelli no Brasil (1942), Do direito de testar dos insanos (1ª parte, 1946), Trabalhos de psiquiatria clínica (1946), Redivisão política e territorial do Brasil — estados de fronteiras, estados mediterrâneos e o Ministério de Terras, Migração e Colonização (1946), A Carteira de Redesconto do Banco do Brasil quando no Parlamento (1950) e Pio XII no Brasil (1956).

 

 

FONTES: ASSEMB. NAC. CONST. 1934. Anais; Boletim Min. Trab. (5/36): CÂM. DEP. Deputados; Câm. Dep. seus componentes; GIRÃO, R. Ceará; GODINHO, V. Constituintes; Grande encic. Delta; MENESES, R. Dic.; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (2).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados