ARMANDO SOUSA CORREIA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CORREIA, Armando
Nome Completo: ARMANDO SOUSA CORREIA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
CORREIA, ARMANDO

CORREIA, Armando

*dep. fed. PA 1951-1971.

 

Armando Sousa Correia nasceu em Belém no dia 18 de junho de 1909, filho de Antônio Sousa Correia e de Perpedigna Farias Correia.

Estudou no Grupo Escolar Barão do Rio Branco, no Ginásio Pais de Carvalho e cursou mais tarde a Faculdade Livre de Direito do Pará, pela qual se bacharelou em 1931. Especializou-se em direito criminal e iniciou sua atividade profissional como advogado em Belém. Ingressando no Ministério Público, atuou como promotor em diversas comarcas do interior do estado. Exercia suas funções em Igarapé-Mirim em 1940, quando voltou a Belém, onde serviu alternadamente em diversas promotorias. Ainda ligado ao Ministério Público, foi assistente judiciário chefe, curador de menores e secretário da Corregedoria do Estado. Posteriormente foi delegado auxiliar, chefe de polícia interino e procurador-geral da Fazenda Municipal de Belém.

Ocupou o cargo de secretário do Interior e Justiça do Pará e foi secretário-geral do governo do estado durante a primeira administração de Luís Geolás de Moura Carvalho (1947-1950), a quem chegou a substituir interinamente.

Em outubro de 1950 foi eleito deputado federal por seu estado na legenda do Partido Social Democrático (PSD). Assumiu seu mandato em fevereiro do ano seguinte e em outubro de 1954 teve sua candidatura lançada pela Aliança Social Democrática, constituída pelo PSD e pelo Partido de Representação Popular (PRP). Reeleito neste e no pleito seguinte, realizado em outubro de 1958, sempre na legenda do PSD, exerceu a partir de maio de 1961 a vice-liderança de seu partido na Câmara Federal. Reeleito mais uma vez em outubro de 1962 na mesma legenda, com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (26/10/1965) e a posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se ao partido governista, a Aliança Renovadora Nacional (Arena). Nessa legenda conseguiu nova vitória nas urnas em novembro de 1966.

No pleito de novembro de 1970, entretanto, obteve apenas uma suplência e encerrou seu último mandato em janeiro de 1971. Durante sua longa vida parlamentar, foi membro efetivo das comissões de Serviço Público e de Orçamento da Câmara Federal.

Foi ainda membro do Instituto da Ordem dos Advogados do Brasil.

Faleceu no Rio de Janeiro no dia 1º de novembro de 1998.

Foi casado com Clarisse Barros Correia, já falecida, com quem teve cinco filhos.

Publicou O Tribunal do Júri (1934) e Instituição do júri através dos tempos.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertórios (1963-1967, 1967-1971); CÂM. DEP. Relação nominal; CISNEIROS, A. Parlamentares; COUTINHO, A. Brasil; Grande encic. Delta; INF. FAM.; ROQUE, C. Grande; SOC. BRAS. EXPANSÃO COMERCIAL. Quem; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (2, 3, 4, 6, 8 e 9).

 

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados