BARBIERI, LEONARDO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: BARBIERI, Leonardo
Nome Completo: BARBIERI, LEONARDO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
BARBIERI, LEONARDO

BARBIERI, Leonardo

*dep. fed. SP 1955-1959.

 

Leonardo Barbieri nasceu em Araraquara (SP) no dia 6 de maio de 1921, filho de Rafael Barbieri e de Ida Benatti Barbieri. Seu primo Marcelo Barbieri foi eleito deputado federal por São Paulo em outubro de 1990.

Realizou seus estudos primários no Grupo Escolar Carlos Batista Magalhães, em sua cidade natal; o secundário no Colégio Dante Alighieri, em São Paulo; e o colegial e pré-jurídico no Instituto Lafayette, no Rio de Janeiro, então Distrito Federal. Ingressou na Faculdade de Direito da Universidade do Brasil, atual Universidade Federal do Rio de Janeiro, formando-se em 1944. Passou a exercer orientação em matéria jurídica para a firma comercial Casa Barbieri, de propriedade de sua família.

No pleito de outubro de 1950 elegeu-se vice-prefeito de Araraquara, na chapa encabeçada por Antônio Tavares de Pereira Lima, assumindo o mandato em janeiro do ano seguinte. Desincompatibilizou-se do cargo e disputou as eleições para a Câmara dos Deputados, em outubro de 1954, pelo Partido Social Progressista (PSP), sendo bem-sucedido. Deixou o cargo de vice-prefeito em janeiro do ano seguinte e assumiu sua cadeira no Legislativo federal, tendo cumprido seu mandato de 19 de fevereiro de 1955 a 31 de janeiro de 1959. Em 1956 ocupou o posto de segundo-secretário da Câmara e foi também presidente da Comissão de Serviço Público Civil. Tentou a reeleição no pleito de outubro de 1958, pelo PSP, mas não obteve sucesso.

Em outubro de 1962 elegeu-se deputado estadual por São Paulo, na legenda do PSP, assumindo o mandato em janeiro do ano seguinte. Em conseqüência da extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e da posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se em 1966 ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição ao regime militar instaurado no país em abril de 1964, legenda pela qual foi reeleito em outubro de 1966, assumindo novo mandato em janeiro de 1967. Deixou a Assembléia Legislativa de São Paulo em janeiro de 1971. Em janeiro de 1976 assumiu o cargo de assessor técnico legislativo da Casa, exercendo esta atividade até sua morte, ocorrida na capital paulista, no dia 7 de dezembro de 1983.

Era casado com Lenora Sílvia Miranda Barbieri, com quem teve quatro filhos.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros (1946-1967); CÂM. DEP. Relação dos dep.; CORTÉS, C. Homens; INF. BIOG.; Rev. Ciência Pol. (1966); TRIB. SUP. ELEIT. Dados (3).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados