BITTAR, Márcio

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: BITTAR, Márcio
Nome Completo: BITTAR, Márcio

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

BITTAR, Márcio

*dep. fed. AC 1999-2003.

 

Márcio Miguel Bittar nasceu em Franca (SP) no dia 28 de junho de 1963, filho de Mamédio Bittar e de Manife Miguel Bittar.

Iniciou a carreira política em 1981 como secretário-geral da Juventude do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) de Campo Grande (MS), função que exerceu até 1982. Ainda em 1981 tornou-se presidente da União Campograndense dos Estudantes (UCE), com mandato até 1983, e em 1982 participou do I Congresso de Reconstituição da União Brasileira dos Estudantes (UBES). Em 1984 fundou a União Sul-Mato-Grossense dos Estudantes (USMES) e participou do I Encontro de Assembleias Legislativas da Região Norte, em Rio Branco (AC). Em 1985, foi representante da UCE no Comitê das “Diretas Já”, movimento pela realização de eleições diretas para a presidência da República. Participou também, na mesma época, do Núcleo pela Legalização dos Partidos de Esquerda no Acre.

Agropecuarista, em 1994 foi eleito deputado estadual no Acre, na legenda do PMDB, e tomou posse em fevereiro de 1995. Em 1996 participou da comitiva da Assembleia Legislativa do Acre que integrou a Comissão Especial para Assuntos de Interesses Regionais em Lima, no Peru.  Em 1997 foi líder de seu partido na Assembleia acreana.

No pleito de 1998, elegeu-se deputado federal pelo Acre na legenda do PMDB. Assumiu o mandato em fevereiro de 1999 e logo depois deixou o PMDB para filiar-se ao Partido Popular Socialista (PPS). Tornou-se membro da Comissão de Constituição e Justiça e foi presidente da Comissão de Orçamento e Finanças. Foi também titular da Comissão de Agricultura e Política Rural e da Comissão da Amazônia e Desenvolvimento Regional, assim como da Comissão de Defesa do Consumidor, Meio Ambiente e Minorias. Participou também da comissão parlamentar de inquérito (CPI) que investigou o processo de aquisição dos equipamentos do Sistema de Vigilância da Amazônia (Sivam) pelo governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2003). Nas eleições de 2002 tentou eleger-se senador pelo Acre na legenda do PPS. Obteve mais de 82 mil votos, mas foi superado pelos candidatos Marina Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT), e Geraldo Mesquita Júnior, do Partido Socialista Brasileiro (PSB). Deixou a Câmara ao final do mandato, em janeiro de 2003.

Em 2009, filiou-se ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

 

FONTES: A Gazeta – Acre (online). Disponível em: <http://www.agazeta-acre.com.br/Web/Noti

cias.do?ID_Pol=22584&Colunista=2>. Acesso em: 4 nov. 2009; Folha de S.Paulo (online) 12 ago. 2006. Disponível em: < http://www1.folha.uol.com.br/folha/especial/2006/eleicoes/candidatos

-governador-ac-marcio_miguel_bittar.shtml>. Acesso em: 4 nov. 2009; G1. Portal de Notícias da Globo. Disponível em: <http://g1.globo.com/Noticias/Eleicoes/0,,AA1251148-6284-274,00.html>. Acesso em: 4 nov. 2009; Portal da Câmara dos Deputados. Disponível em: <http://www.camara.

gov.br/internet/deputado/DepNovos_Detalhe.asp?id=99703&leg=51>. Acesso em: 4 nov. 2009.

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados