Blairo Borges Maggi

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MAGGI, Blairo
Nome Completo: Blairo Borges Maggi

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

MAGGI, Blairo

*gov. MT 2003-

 

            Blairo Borges Maggi nasceu no município de Torres (RS) no dia 29 de maio de 1956, filho de André Antônio Maggi e de Lúcia Borges Maggi.

            No final dos anos 1960, o patriarca André Maggi desenvolveu uma madeireira em São Miguel do Iguaçu, no oeste do Paraná, enquanto Blairo lidava com agricultura. Em 1973 a família fundou no Paraná a empresa Sementes Maggi, de produção de sementes de soja. Em 1981, Blairo formou-se engenheiro agrônomo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e a família transferiu-se para a cidade de Rondonópolis, em Mato Grosso, comprando 2.400 mil hectares de terra. Pouco depois, Blairo adquiriu uma fazenda no povoado de Sapezal, tornando-se dono de 12 mil hectares de terra continuada. Anos mais tarde, em 1994, o município de Sapezal seria criado por lei estadual. A cidade seria planejada por urbanistas contratados por Blairo Maggi e teria como primeiro prefeito André Antonio Maggi.

Blairo Maggi fez também cursos de extensão em agronomia nos Estados Unidos. Na volta ao Brasil, conseguiu, com recursos próprios e o apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), garantir o escoamento para sua produção de soja, milho, arroz e algodão. Fundador do Grupo Amaggi, tornou-se o maior produtor e exportador de soja do Brasil, conhecido como “Rei da Soja”. O grupo atuou em diversas atividades econômicas, incluindo logística de transportes, pecuária e produção de energia elétrica. Em 2004, a organização não governamental Greenpeace, voltada para a preservação do meio ambiente, conferiria a Blairo Maggi o prêmio “Motosserra de Ouro”, apontando-o como a personalidade brasileira que mais contribuiu para a destruição da floresta amazônica.

Filiado ao Partido Popular Socialista (PPS), em 2002, em sua primeira candidatura a um cargo político, Blairo Maggi foi eleito em primeiro turno governador de Mato Grosso, com 51% dos votos, apoiado por uma ampla coligação de partidos. Assumiu o mandato em 1° de janeiro de 2003 e priorizou os investimentos em infraestrutura, tendo pavimentado mais de mil quilômetros de estradas.

Nas eleições de 2006 foi reeleito, também em primeiro turno, com 65,39% dos votos válidos. Vice-presidente do PPS, em função da eleição presidencial entrou em conflito com o presidente do partido, Roberto Freire, por contrariar a recomendação de apoiar a candidatura de Geraldo Alckmin, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), e tornar-se um dos principais aliados de Luís Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT), no segundo turno das eleições. Após tal conflito, deixou o PPS e filiou-se ao Partido da República (PR).

Casou-se com Teresinha Maggi, com quem teve três filhos.

Sabrina Guerghe

 

FONTES: Folha de São Paulo (4/7/05); IstoÉ (28/8/04); IstoÉ Dinheiro (17/12/03); Portal TSE. Eleições (2002, 2006); Portal G1 www.globo.com acesso em 29/11/09; Portal Congresso em Foco http://congressoemfoco.ig.com.br/ acesso em 29/11/09; Portal do governo de Mato Grosso http://www.mt.gov.br/wps/portal acesso em 29/11/09; Portal Jornal Primeira Mão http://www.primeiramaomt.com.br/home/materia/1364 acesso em 29/11/09; Tribuna de Mato Grosso (6/1/07).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados