BLOWER, BERNARD DAVID

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: BLOWER, Bernard David
Nome Completo: BLOWER, BERNARD DAVID

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
BLOWER, Bernard David

BLOWER, Bernard David

* militar; comte II DN 1982-1984; comte-em-ch. Esq. 1984-1985; comte ESG 1986-1988.

 

                Bernard David Blower nasceu no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, no dia 11 de setembro de 1926, filho de Henry Swinburn Blower, de nacionalidade inglesa, e Carmem Santos Lima Blower.

                Ingressou como praça na Escola Naval em 1944, de onde saiu como guarda-marinha em 1947, mesmo ano em que foi promovido a segundo-tenente. De janeiro a agosto de 1951 serviu no comando da força de contratorpedeiros. Foi então, para o contratorpedeiro Marcílio Dias, onde ficou até 1953. Promovido a primeiro-tenente em 1952, serviu no ano seguinte no cruzador Tamandaré. Em 1954 foi alçado a capitão-tenente.

                Em 1957, após deixar o cruzador Tamandaré, tornou-se oficial de gabinete do ministro da Marinha. No ano seguinte, foi promovido a capitão-de-corveta e passou a servir no cruzador Barroso. Comandante do Posto Oceanográfico da Ilha de Trindade entre agosto e outubro de 1960 tornou-se, após esse período, adjunto da Quarta Seção do Estado-Maior do Comando-em-Chefe da Esquadra.

                Em 1962 exerceu a função de comandante do navio mercante Siderúrgica Seis durante a greve dos comandantes de náutica. Em dezembro desse ano, foi transferido para o Colégio Naval, onde exerceu os cargos de chefe do Departamento de Serviços Gerais e comandante do corpo de alunos. Fez o cursou básico da Escola de Guerra Naval (EGN) nos anos de 1964-1965. Tornou-se, em fevereiro de 1965, comandante do aviso oceânico Bauru, e no mês de julho foi promovido a capitão-de-fragata. Em setembro do mesmo ano, passou a oficial de operações da Força Aeronaval.

                Em 1966 fez o curso de Comando e Estado-Maior da EGN e, em outubro desse mesmo ano foi designado ajudante da Divisão de Organização do Estado-Maior da Armada. Passou a servir na Comissão Naval Brasileira em Washington (EUA) a partir de março do ano seguinte. Foi chefe de Departamento de Instalações do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro entre abril e novembro de 1969, mesmo ano em que foi promovido a capitão-de-mar-e-guerra. Nomeado oficial de gabinete do ministro da Marinha em novembro de 1969, permaneceu no cargo até dezembro de 1971, quando assumiu o comando do navio-escola Custódio de Mello. Em fevereiro de 1973 tornou-se capitão dos portos do Rio de Janeiro.

                Fez o curso superior de Guerra Naval na EGN em 1974. Em agosto desse ano tornou-se vice-diretor e chefe do Departamento de Ensino da Escola Naval. Em 1976, ano em que foi promovido a contra-almirante, foi para o Estado-Maior da Armada, onde exerceu os cargos de subchefe de logística e mobilização e de planejamento administrativo. Tornou-se, em julho de 1978, comandante da Força de Transporte da Marinha, onde permaneceu ate março de 1980, quando assumiu a diretoria do Centro de Instrução Almirante Wardenkolk.

                Em março de 1981, foi promovido a vice-almirante e passou a ocupar a Diretoria de Obras Civis da Marinha, onde permaneceu até março do ano seguinte, quando foi nomeado comandante do II Distrito Naval, em Salvador (BA), em substituição ao vice-almirante Dilmar de Vasconcelos Rosa. Após deixar o II DN, assumiu o cargo de comandante-em-chefe da Esquadra em setembro de 1984, em substituição ao almirante-de-esquadra Luís Leal Ferreira. Promovido a almirante-de-esquadra em março de 1985, passou a ocupar a partir do mês seguinte a Diretoria Geral de Pessoal da Marinha. Designado, em agosto de 1986, comandante da Escola Superior de Guerra, em substituição ao tenente-brigadeiro-do-ar Luís Felipe Carneiro de Lacerda Neto, permaneceu nesse cargo até passar para a reserva remunerada em abril de 1988, quando foi substituído pelo general-de-exército Osvaldo Muniz Oliva.

                Casou-se com Marília Hermont Blower, com quem teve três filhos.

 

FONTES: CURRIC. BIOG.; Globo (4/4/85, 21/8/86, 21/4/88); Jornal do Brasil (7/9/84, 3/6 e 21/08/87); Tarde (31/03/83); Tribuna da Bahia (31/3/82).

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados