BORGES, JOAO EUNAPIO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: BORGES, João Eunápio
Nome Completo: BORGES, JOAO EUNAPIO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
BORGES, JOÃO EUNÁPIO

BORGES, João Eunápio

*dep. fed. MG 1935-1937.

 

João Eunápio Borges nasceu em Patos, atual Patos de Minas (MG), no dia 17 de maio de 1906, filho de Deiró Eunápio Borges e de Maria Caixeta Amorim Borges.

Realizou o curso secundário no Juvenato São José, em Mendes (RJ), e no Ginásio Mineiro de Barbacena (MG) e de Belo Horizonte.

Depois de estudar três anos na Escola de Minas de Ouro Preto (MG), ingressou na Faculdade de Direito da Universidade de Minas Gerais (UMG), atual Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Formado em 1932, no ano seguinte foi contratado para lecionar direito constitucional e civil, direito comercial e economia política na Faculdade de Comércio Tito Novais, em Belo Horizonte. Em 1934, tornou-se professor de economia política da Faculdade de Direito da UMG, cargo que ocuparia por cinco anos.

No pleito de outubro de 1934, obteve uma suplência de deputado federal pela legenda do Partido Republicano Mineiro (PRM), chegando a assumir o mandato durante a legislatura que se estendeu de 1935 a 1937.

Diretor e professor do Ginásio Anchieta entre 1936 e 1941, no ano de 1939 lecionou também no curso complementar de direito, anexo ao Ginásio Arnaldo. Em maio de 1942, tornou-se catedrático da Faculdade de Direito da UMG.

De 21 de dezembro de 1946 a 19 de março de 1947, foi secretário do Interior de Minas Gerais, na interventoria de Alcides Lins. A partir de então não se candidatou nem foi nomeado para nenhum cargo público.

Fundador, presidente, chefe do serviço jurídico e consultor jurídico do Banco Nacional de Minas Gerais S.A., esta última função desempenhada ao longo de 20 anos, João Eunápio Borges foi também professor de direito comercial da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais, chegando a professor catedrático dessa disciplina. Foi ainda presidente da Junta Arquidiocesana de Ação Católica e consultor de direito comercial.

Faleceu em Belo Horizonte, no dia 11 de dezembro de 1994.

Era casado com Amélia Couto Eunápio Borges, com quem teve sete filhos.

Publicou a tese Do aval (1940) e Curso de direito comercial terrestre (1959), além de artigos e pareceres em revistas especializadas.

 

FONTES: ANDRADE, F. Relação; ASSEMB. LEGISL. MG. Dicionário biográfico; CONSULT. MAGALHÃES, B.; CONSULT. RAMOS, P.; Diário do Congresso Nacional; INF. FAM.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados