BORN, Kátia

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: BORN, Kátia
Nome Completo: BORN, Kátia

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
BORN, Kátia

BORN, Kátia

* pref. Maceió 1997-2004.

 

Kátia Born Ribeiro nasceu em Maceió no dia 1° de janeiro de 1953, filha de José Ribeiro Lins e de Sônia Born Ribeiro.

Durante a infância morou com a família em Viçosa (AL), mas em 1964 voltou para Maceió e aí completou o ensino básico. Formou-se em odontologia pela Universidade Federal de Alagoas em 1975 e nesse mesmo ano foi aprovada em concurso para odontóloga da prefeitura municipal de Messias (AL), onde permaneceu até abril de 1979. Novamente aprovada em concurso, tornou-se então a odontóloga do Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social (INAMPS). Ainda em 1979, participou em Alagoas da campanha pela anistia, liderada pelo senador Teotônio Vilela, que resultou na Lei da Anistia promulgada em 28 de agosto daquele ano. Em 1981, foi presidente do Sindicato dos Servidores da Previdência e da Central Única dos Trabalhadores (CUT) de Alagoas.

Nas eleições municipais de 1982 elegeu-se vereadora em Maceió na legenda do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Em 1985, deixou o PMDB e foi uma das fundadoras do Partido Socialista Brasileiro (PSB) em seu estado. Durante sua passagem pela Câmara Municipal de Maceió participou da criação da Delegacia da Mulher e do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Mulher, tendo sido também a primeira mulher a presidir a casa. Em outubro de 1992 disputou novo mandato, mas não conseguiu se reeleger. Contudo, com a eleição de Ronaldo Lessa, do PSB, para a prefeitura de Maceió, foi nomeada secretária municipal de Saúde. Na secretaria, foi coordenadora do Fórum Nacional de Secretários Municipais de Saúde e defendeu a municipalização da saúde, bem como a institucionalização do Sistema Único de Saúde (SUS). Permaneceu no cargo até 1995.

Nas eleições de outubro de 1996, com o apoio de Ronaldo Lessa, elegeu-se prefeita de Maceió na legenda do PSB, derrotando a então líder nas pesquisas de intenção de voto, Heloísa Helena, do Partido dos Trabalhadores (PT), e tornando-se a primeira mulher a assumir a prefeitura municipal. Em julho de 1997 foi uma das líderes da campanha pelo impeachment do então governador Divaldo Suruagy, que terminou por renunciar ao mandato.

No pleito de outubro de 2000, foi reeleita. No biênio 2004-2005, assumiu a coordenação da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), que congrega os prefeitos das capitais do país, atuando como mediadora das reivindicações das gestões municipais junto ao governo federal. Nas eleições de outubro de 2004, apoiou a candidatura de Alberto Sexta-Feira, que foi derrotado. Esse resultado significou o fim de uma hegemonia de 12 anos do PSB à frente da prefeitura de Maceió.

Em janeiro de 2005 assumiu a Secretaria de Saúde de Alagoas, no governo de Ronaldo Lessa, e nessa condição ocupou também uma diretoria no Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Ainda nesse ano foi citada pela Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios como receptora de cem mil reais da empresa de publicidade DNA, de Marcos Valério, apontado pela comissão como agenciador do “esquema do mensalão”. Na ocasião, divulgou nota à imprensa dizendo que a verba fora utilizada para pagar o encontro nacional de prefeitos realizado em novembro de 2004, em Brasília, e que fora solicitada aos Correios, não sabendo informar o porquê de a empresa DNA ter efetuado o pagamento.

Nas eleições de outubro de 2006 candidatou-se a deputada federal por Alagoas na legenda do PSB e obteve uma suplência. Em janeiro de 2007, com a posse de Teotônio Vilela Filho no governo de Alagoas, assumiu a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Presidiu também o Sindicato dos Previdenciários (Sindprev) e o diretório alagoano do PSB.

Solteira, adotou um filho.

 

Alexandra Toste

 

FONTES: Agência Alagoas. Disponível em : <http://www.agenciaalagoas.al.gov.br>; BORN, K. Arquivo.; ENTREVISTA; INF. BIOG.; Folha de S. Paulo (25/5/03 e 24/01/05); Folha de S. Paulo (online). Disponível em : <http://www.folhauol.com.br>. Acesso em : 15 set. 2002, 17 maio 2003, 12 ago.2003, 14 dez. 2003, 18 maio 2004, 01 e 08 nov. 2004; Gazeta de Alagoas (21, 26/10/04 e 6/3/06); Jornal – AL (30/7/05 e 06/9/06); PASSIONÁRIAS; Primeira Edição. Disponível em : <http://www.primeieraedicao.com.br>. Acesso em : 04 jan. 2007.

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados