BOTINO, ALBERTO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: BOTINO, Alberto
Nome Completo: BOTINO, ALBERTO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
BOTINO, ALBERTO

BOTINO, Alberto

*dep. fed. SP 1951-1955.

 

Alberto Botino nasceu em Taiúva (SP) no dia 5 de março de 1917, filho de Filomeno Botino e de Marianina Botino. Seu nome aparece também com a grafia Bottino.

Estudou no Ginásio São Luís e no Colégio Estadual de Jabuticabal (SP), perto da cidade onde nasceu, ingressando posteriormente no Liceu Rio Branco, na capital do estado, onde formou-se em 1940. Ainda em São Paulo, cursou ciências jurídicas e sociais na Faculdade de Direito do largo de São Francisco, graduando-se em 1946.

De volta a Jabuticabal, lecionou geografia e sociologia no Colégio Estadual e na Escola Normal. Ingressou na política local, elegendo-se vereador pela União Democrática Nacional (UDN) no pleito realizado em setembro de 1947. Durante a vereança, chegou a presidir a Câmara Municipal.

Em outubro de 1950, candidatou-se a deputado federal por São Paulo na legenda do Partido Trabalhista Nacional (PTN). Bem-sucedido na eleição, deixou a Câmara Municipal de Jabuticabal e assumiu o mandato na Câmara dos Deputados em fevereiro de 1951. Dois anos depois, transferiu-se para o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), tornando-se um dos vice-líderes da agremiação em 29 de julho de 1953.

No final de 1954, alguns meses antes de encerrar as suas atividades como deputado federal, disputou uma vaga para a Assembléia Legislativa de São Paulo pela legenda do Partido Social Trabalhista (PST), mas não obteve êxito. No ano seguinte, pleiteou o Executivo municipal de Jabuticabal, sendo eleito pelo PTB, agremiação que representaria em todas as outras disputas por cargos eletivos. Permaneceu como prefeito da cidade até 1958, quando foi novamente candidato a deputado estadual. Malsucedido neste pleito e no seguinte, realizado em outubro de 1962 — neste último, recebeu o apoio da Aliança Eleitoral pela Família (Alef) —, voltou a disputar a prefeitura de Jabuticabal na eleição realizada em 1963. Eleito mais uma vez, exerceu o mandato até 1966.

Ao longo da década de 1970 ainda atuou por dois anos como conselheiro do Instituto de Previdência do Estado de São Paulo (IPESP). Afastando-se da vida pública, dedicou-se exclusivamente ao seu escritório de advocacia, localizado em Jabuticabal.

Faleceu neste município no dia 28 de junho de 1980.

Era casado com Diva Borsare Botino, com quem teve dois filhos.

 

FONTES: AUDRÁ, A. Bancada; CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros (1946-1967); CÂM. DEP. Relação dos dep.; CÂM. DEP. Relação nominal; CISNEIROS, A. Parlamentares; Estado de S. Paulo (23/9/62); INF. FAM.; LEITE, A. História; SOC. BRAS. EXPANSÃO COMERCIAL. Quem; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (2).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados