CAMARGO, ADALBERTO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CAMARGO, Adalberto
Nome Completo: CAMARGO, ADALBERTO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
CAMARGO, ADALBERTO

CAMARGO, Adalberto

*dep. fed. SP 1967-1983.

Adalberto Camargo nasceu em Araraquara (SP) no dia 7 de dezembro de 1923, filho de Laura Camargo.

Começou a trabalhar ainda jovem como contínuo, transferindo-se aos 16 anos para a capital do estado e concluindo depois o curso de madureza. Tornou-se, afinal, diretor de várias empresas em São Paulo, como a revendedora de automóveis Mecanova S.A., a Auto Drive S.A. e a Táxi Amarelinho S.A.

Filiado ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição ao regime militar instaurado no país em abril de 1964, foi o primeiro negro a se eleger deputado federal por São Paulo, em novembro de 1966, assumindo uma cadeira na Câmara em fevereiro do ano seguinte. Já em seu primeiro ano de mandato, apresentou projeto instituindo o Dia da Comunidade Afro-Brasileira. Integrou, então, a Comissão de Transportes, Comunicações e Obras Públicas e foi suplente da Comissão de Finanças da Câmara. Em 1968 fundou e foi eleito presidente da Câmara de Comércio Afro-Brasileira. No ano seguinte, tornou-se diretor da empresa Afro-América Importação e Exportação Ltda.

Reeleito em novembro de 1970, participou no ano seguinte, como membro efetivo, da Comissão de Finanças, e assumiu a vice-presidência da Comissão de Transportes, Comunicações e Obras Públicas da Câmara. Integrou também a comissão especial para integração dos povos da comunidade de língua portuguesa e a comissão especial para a elaboração de projeto de integração socioeconômica luso-brasileira. Foi ainda o idealizador e comissário-geral da missão comercial brasileira a países africanos que em 1973 percorreu nove países daquele continente. No mesmo ano criou a Editora Afro-Brasileira Ltda., responsável pela publicação da revista Afrochamber, com circulação dirigida a empresários, governos, entidades brasileiras e africanas.

Membro dos diretórios regional paulista e nacional do MDB, foi novamente reeleito em novembro de 1974 e, no ano seguinte, tornou-se membro da Comissão de Relações Exteriores da Câmara. Em 1977 foi nomeado diretor da Federação do Comércio do Estado de São Paulo. Reconduzido à Câmara no pleito de novembro de 1978, continuou a integrar a Comissão de Relações Exteriores na legislatura iniciada em fevereiro do ano seguinte.

Integrante da chamada facção “moderada” do MDB, com a extinção do bipartidarismo (novembro de 1979) transferiu-se para o Partido Democrático Social (PDS), agremiação sucessora da Arena, acompanhando os parlamentares emedebistas que se colocaram sob a liderança do então governador Paulo Salim Maluf. Em 1980 promoveu o I Simpósio Brasil-África de Comércio, que reuniu empresários de 33 países africanos.

Nas eleições de novembro de 1982, candidatou-se à Câmara dos Deputados, obtendo apenas uma suplência. Deixou a Câmara em janeiro do ano seguinte, ao final da legislatura. Ainda em 1983 fundou a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Nigéria, com sede em São Paulo, e participou da instalação da Câmara de Comércio e Indústria Nigéria-Brasil, sediada em Lagos.

Em 1985 tornou-se presidente da seção paulista do Partido do Povo Brasileiro (PPB), legenda na qual se candidatou ao Senado no pleito de novembro do ano seguinte, não se elegendo. Em 1989, foi fundador e presidente regional e nacional do Partido Democrata (PD), legenda incorporada ao Partido Republicano Progressista (PRP) em 1992. Na nova agremiação, Adalberto Camargo foi vice-presidente nacional e, entre setembro de 1995 e setembro de 1997, presidente regional do partido em São Paulo.

Com a participação ativa em organizações beneficentes e assistenciais, foi escolhido presidente de honra do Instituto de Educação e Saúde D. Laura Camargo, assim denominado em homenagem a sua mãe.

Casou-se com Ester Lobo Camargo, com quem teve dois filhos.

FONTES: CÂM. DEP. Deputados; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1971-1975 e 1975-1979); Globo (9/1/78); INF. BIOG.; Jornal do Brasil (26/11/78, 14/8/79, 30/6/80); NÉRI, S. 16; Perfil (1972 e 1980); TRIB. SUP. ELEIT. Dados (6, 7 e 8); Who’s who in Brazil.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados