CONTE GRAND, JOSE AMADEO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CONTE GRAND, José Amadeo
Nome Completo: CONTE GRAND, JOSE AMADEO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
CONTE GRAND, JOSÉ AMADEO

CONTE-GRAND, José Amadeo

*diplomata argentino; emb. Argentina no Brasil 1955.

 

José Amadeo Conte-Grand nasceu em San Juan, na Argentina, no dia 25 de maio de 1918, filho de José Amadeo Conte-Grand e de Delia Jofre.

Estudou no Colégio Nacional de San Juan, em sua cidade natal, e no Colégio do Sagrado Coração de Jesus, em La Plata, na província de Buenos Aires. Tornou-se mais tarde professor do ensino secundário e dedicou-se também à literatura, tendo recebido o prêmio de poesia da municipalidade de San Juan em 1937, e o primeiro prêmio da Comissão Nacional de Cultura, relativo à produção literária da região de Cuyo, por suas obras San Juan ensueño y lágrimas e El valle reunido, publicadas entre 1943 e 1944.

Seu primeiro cargo público foi o de secretário geral do governo da província de San Juan em 1944. Interventor na província de Entre Ríos em 1945, nesse mesmo ano, foi designado secretário do Interior do governo central, e no exercício desse cargo organizou o processo eleitoral que culminou com a vitória de Juan Domingo Perón no pleito presidencial em 1946. Deixando essa função, foi designado ainda nesse ano, ministro de Reconstrução de San Juan. A partir de 1947 tornou-se representante do governo provincial na diretoria do Banco da Província de San Juan.

Eleito deputado em março de 1948, pelo Partido Justicialista de Perón, exerceu o mandato até 1952, ano em que foi nomeado embaixador extraordinário e plenipotenciário e designado para representar seu país na Bolívia. Embaixador da Argentina no Brasil a partir de abril de 1955, renunciou ao cargo em outubro seguinte, após o golpe militar que afastou o presidente Perón do poder. Foi substituído no cargo por Filipe Espil. De volta à Argentina, foi detido pelos novos governantes permanecendo alguns meses na prisão. Uma vez liberado, tornou-se advogado de presos políticos.

 Candidato a governador de San Juan em 1987, nos anos 1990, ocupou diversos cargos na estrutura partidária do justicialismo da província, inclusive a presidência da agremiação.

Faleceu em San Juan no dia 22 de novembro de 1997.

Foi casado com Ana Maria Quiroga, com quem teve quatro filhos. Casou-se posteriormente com Elsa Adela García Denari, com quem teve três filhos.

FONTE: CORRESP. EMB. ARGENTINA.





Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados