COSTA, ARTUR RICART DA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: COSTA, Artur Ricart da
Nome Completo: COSTA, ARTUR RICART DA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
COSTA, ARTUR RICART DA

COSTA, Artur Ricart da

*militar; comte. III DN 1976-1978; comte.-em-ch. Esq.1981-1983; comte. EMA 1984.

 

Artur Ricart da Costa nasceu no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, no dia 28 de setembro de 1924.

Em março de 1942, ingressou na Escola Naval, sendo declarado guarda-marinha em janeiro de 1946. Promovido a segundo-tenente em janeiro de 1947 e a primeiro-tenente em 1949, em março de 1951 foi designado para servir no cruzador Tamandaré. Em março de 1954, foi promovido ao posto de capitão-tenente. Em outubro foi transferido para o Centro de Adestramento Almirante Marques de Leão (CAAML). Em fevereiro de 1956 foi promovido a capitão-de-corveta, e a partir de fevereiro de 1958 passou a exercer o comando do cruzador Tamandaré. Em abril do ano seguinte, integrou-se à Comissão Fiscal de Construção de Navios na Europa, aí permanecendo até março de 1961, quando assumiu o cargo de oficial de adestramento no navio-aeródromo Minas Gerais. Em agosto de 1962, ganhou a patente de capitão-de-fragata. Entre outubro de 1963 e outubro de 1964 fez o curso de comandos especiais da Escola de Guerra Naval (EGN). Em novembro de 1965, assumiu as funções de oficial de organização do comando-em-chefe da Esquadra.

Em fevereiro do ano seguinte foi nomeado oficial-de-gabinete do ministro da Marinha, almirante Araripe Macedo, vindo a tomar parte da comissão que, subordinada ao Estado-Maior da Armada (EMA), deveria estudar e propor as diretrizes para o plano básico de pessoal. Em março de 1967, matriculou-se em curso oferecido pela U.S. Naval School Mine Warfare, em Charleston, Estados Unidos. De volta ao Brasil em julho, no mês seguinte passou a capitão-de-mar-e-guerra. Em janeiro de 1969, assumiu a chefia do Estado-Maior do Comando do III Distrito Naval (DN), sediado em Natal, exercendo-a até janeiro de 1970. EM fevereiro passou a responder pelas funções de chefe do Estado-Maior do I DN, no Rio de Janeiro. Comandante do 1º Esquadrão de Contratorpedeiros entre dezembro e março de 1972, neste último mês foi designado oficial-de-gabinete do ministro da Marinha, almirante Adalberto de Barros Nunes. A partir de junho passou a ocupar o cargo de subchefe de gabinete.

Em março de 1974, foi promovido ao posto de contra-almirante, tomando posse, em abril, da chefia do Estado-Maior do Comando-em-Chefe da Esquadra. Em novembro tornou-se comandante da Força de Contratorpedeiros e, no mês seguinte, membro efetivo da Comissão de Promoção de Oficiais da Marinha. Em abril de 1976, assumiu o comando do III DN, em substituição ao contra-almirante Henrique de Mendonça Kusel. Promovido a vice-almirante em novembro, em janeiro de 1978 deixou aquele comando, sendo sucedido pelo contra-almirante Mílton Ribeiro de Carvalho. Em seguida, Ricart tornou-se vice-chefe do Estado-Maior da Armada (EMA). Permaneceu neste posto até abril de 1981, quando assumiu o cargo de comandante-em-chefe da Esquadra, entrando no lugar do vice-almirante Paulo Bonoso Duarte Pinto. Promovido a almirante-de-esquadra em novembro de 1982, em janeiro seguinte foi desligado de sua funções, sendo substituído pelo vice-almirante Henrique Sabóia. Em seguida, assumiu a Secretaria Geral da Marinha.

Membro do Conselho da Ordem de Mérito Naval a partir de fevereiro de 1983, exerceu interinamente a chefia do EMA do final de maio ao início de junho. Em julho de 1984, assumiu, em caráter efetivo, a chefia do órgão, substituindo a Rafael de Azevedo Branco, cumulativamente com cargo de secretário-geral da Marinha. Em agosto, substituiu interinamente o ministro da Marinha, almirante Alfredo Karam, e no mês seguinte foi exonerado da função de secretário-geral.

Em maio de 1985, representou a Marinha na 12ª Conferência Naval Interamericana, em Norfolk, Virgínia, Estados Unidos. Em abril de 1986 foi transferido para a reserva remunerada, e no mês seguinte deixou a chefia do EMA.

Faleceu no Rio de Janeiro em 11 de abril de 1996.

Era casado com Nirce Gusmão da Costa, com quem teve três filhos.

 

FONTE: ARQ. MIN. MAR.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados