DARCI DUARTE DE SIQUEIRA

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: SIQUEIRA, Darci
Nome Completo: DARCI DUARTE DE SIQUEIRA

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
SIQUEIRA, DARCI

SIQUEIRA, Darci

*militar; dir. DASP 1974-1979.

 

Darci Duarte de Siqueira nasceu no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, no dia 7 de janeiro de 1925, filho de Joaquim Rodrigues Alves de Siqueira e Jovina Duarte de Siqueira.

Sentou praça em março de 1942, ingressando no ano seguinte na Escola Militar de Resende, de onde saiu aspirante em 1946. Promovido a segundo-tenente em junho de 1947 e a primeiro-tenente em junho de 1949, chegou a capitão em abril de 1952.

Psicólogo, foi chefe da seção de psicotécnica da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) de 1958 a 1964. Em 1965 foi transferido para a reserva e assumiu a chefia da divisão de recrutamento e seleção da Petrobras. Em 1967 tornou-se chefe do serviço de pessoal da mesma empresa, cargo que desempenhou até 1974, quando foi nomeado pelo presidente Ernesto Geisel (1974-1979) diretor-geral do Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP), sucedendo a Glauco Lessa de Abreu e Silva. Durante sua gestão no DASP concedeu uma entrevista à revista Veja, em agosto de 1976, na qual atribuiu a origem da mordomia nos cargos públicos, em Brasília, à falta de infra-estrutura daquela cidade à época da transferência da capital, implicando a existência de um salário indireto aos servidores do Estado para lá transferidos. Segundo ele, perdeu-se o controle sobre esta folha de pagamentos, que não se justificava mais em face do desenvolvimento da capital.

Em abril de 1979, com o fim do governo Geisel — substituído na presidência da República pelo general João Batista Figueiredo (1979-1985) —, Siqueira retornou ao seu antigo cargo na Petrobras, tendo sido sucedido no DASP por José Carlos Freire. Este segundo período de trabalho na estatal durou 11 anos. Em março de 1990, com a posse de Fernando Collor de Melo (1990-1992) na presidência da República, deixou a empresa, abandonando desde então a vida pública.

Faleceu na cidade do Rio de Janeiro, em 5 de abril de 1999.

Era casado com Regina Coelho de Sousa de Siqueira, com quem teve três filhos.

 

FONTES: INF. FAM.; Jornal do Brasil (15 e 16/7/77 e 1/4/79); MIN. GUERRA. Almanaque; Perfil (1974); Veja (25/8/76).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados