DEITOS, DARCI

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: DEITOS, Darci
Nome Completo: DEITOS, DARCI

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
DEITOS, =DARCI

DEITOS, Darcy

*const. 1987-1988; dep. fed. PR 1987-1991.

Darcy Deitos nasceu em Joaçaba (SC) no dia 20 de maio de 1944, filho de Sabino Deitos e de Norma Perez Deitos.

Transferiu-se para Curitiba e em 1966 se formou em economia na Faculdade de Ciências Econômicas do Paraná. Em 1974, filiou-se ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição ao regime militar instaurado no país em abril de 1964.

Em novembro de 1978, elegeu-se deputado estadual e foi empossado em fevereiro de 1979. Com a extinção do bipartidarismo, em novembro de 1979, filiou-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), sucessor do MDB. Participou das comissões de Orçamento, Finanças e Tomada de Contas, de 1979 a 1982, e de Defesa do Consumidor, de 1981 a 1982. Nas eleições de novembro deste último ano, candidatou-se sem êxito à prefeitura de Campo Mourão. Ligado ao governador José Richa (1983-1986), foi convidado a ocupar a diretoria administrativa e financeira do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e exerceu a função entre 1983 e 1985.

Em novembro de 1986, elegeu-se deputado federal constituinte na legenda do PMDB, com base eleitoral na região de Campo Mourão. Empossado em 1º de fevereiro do ano seguinte, quando iniciaram os trabalhos da Assembleia Nacional Constituinte, integrou a Subcomissão do Sistema Financeiro e a Comissão do Sistema Tributário, Orçamento e Finanças e foi suplente da Subcomissão da Política Agrícola e Fundiária, da Reforma Agrária e da Comissão da Ordem Econômica. Entre 1986 e 1987, foi delegado do PMDB paranaense nas convenções regional e nacional do partido.

Nas principais votações da Constituinte, manifestou-se a favor do rompimento de relações diplomáticas com países que adotavam política de discriminação racial, do mandado de segurança coletivo, do aborto, da proteção ao trabalho contra a demissão sem justa causa, da jornada semanal de quarenta horas, do turno ininterrupto de seis horas, da unicidade sindical, da soberania popular, do voto aos 16 anos, da nacionalização do subsolo, do limite de 12% ao ano para os juros reais, da proibição do comércio de sangue, do mandato de cinco anos para o presidente José Sarney e da limitação dos encargos da dívida externa. Votou contra a pena de morte, o presidencialismo, a legalização do jogo do bicho e a desapropriação da propriedade produtiva.

Com a promulgação da nova Carta Constitucional em 5 de outubro de 1988, voltou a participar dos trabalhos legislativos ordinários da Câmara. Em 1989, ingressou no Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), formado por dissidentes do PMDB em junho de 1988, e participou da campanha de Mário Covas à presidência da República. No pleito de outubro de 1990, tentou a reeleição na legenda do PSDB, mas conseguiu apenas uma suplência. Deixou a Câmara dos Deputados em janeiro de 1991, ao final da legislatura.

Empresário do ramo hoteleiro em Campo Mourão desde 1991, retornou ao PMDB em 1993 e integrou a comissão executiva estadual como vogal entre 1995 e 1997.

Em 20 de janeiro de 2003, logo no início do primeiro governo de Roberto Requião (PMDB) no Paraná, Darcy Deitos foi nomeado diretor-presidente da Superintendência de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental (Suderhsa), autarquia ligada à Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMA), permanecendo no cargo também durante o segundo mandato de Requião. Em abril de 2004, passou a integrar o Conselho Estadual de Recursos Hídricos da SEMA. Durante sua gestão na Suderhsa, Deitos foi o responsável por implementar a nova política de gestão de recursos hídricos do estado, cujas diretrizes gerais foram definidas pela Lei 12.726. Aprovada pela Assembleia Legislativa do Paraná em novembro de 1999, a mencionada lei regulamentou a política estadual de Recursos Hídricos e criou o Sistema Estadual de Gerenciamento de Recursos Hídricos. Permaneceu no cargo após a reeleição de Requião em outubro de 2006.

Casou-se com Lionise David Deitos, com quem teve três filhos.

FONTES: ASSEMB. NAC. CONST. Repertório (1987); COELHO, J. & OLIVEIRA, A. Nova; Estado do Paraná (21/1/03); INF. BIOG; Portal governo do Paraná http://www.recursoshidricos.pr.gov.br/ acesso em 13/10/09.

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados