EDESIO DA CRUZ NUNES

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: NUNES, Edésio
Nome Completo: EDESIO DA CRUZ NUNES

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
NUNES, EDÉSIO

NUNES, Edésio

*dep. fed. RJ 1963-1969.

Edésio da Cruz Nunes nasceu no estado do Rio de Janeiro no dia 23 abril de 1925, filho de Francisco da Cruz Nunes e de Aurora Martins Nunes.

Membro de uma família de grandes proprietários de terras na Baixada Fluminense e bacharel em ciências jurídicas e sociais, foi uma das principais lideranças políticas de Nova Iguaçu de meados da década de 1940 a meados da de 1960. Em outubro de 1954 elegeu-se deputado estadual na legenda do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), assumindo o mandato em fevereiro do ano seguinte. Reelegeu-se em outubro de 1958, tornando-se vice-presidente da Assembléia Legislativa fluminense. Foi secretário de Segurança Pública no governo de Roberto da Silveira (1959-1961).

No pleito de outubro de 1962 foi eleito deputado federal pelo Rio de Janeiro na legenda do PTB, deixando a Assembléia em janeiro de 1963 para ocupar no mês seguinte uma cadeira na Câmara Federal. Com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), agremiação de oposição ao regime militar instalado no país em abril de 1964. Durante a campanha eleitoral de 1966, foi um dos indiciados no processo de impugnação de 20 candidatos a deputado federal, apresentado ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) pela Procuradoria da República do estado do Rio de Janeiro de acordo com recomendação do Serviço Nacional de Informações (SNI). Teve, contudo, sua candidatura mantida e em novembro daquele ano reelegeu-se deputado federal pelo estado do Rio na legenda do MDB. Permaneceu na Câmara até fevereiro de 1969, quando teve o mandato cassado por força do Ato Institucional nº 5, editado em dezembro do ano anterior.

Com a extinção do bipartidarismo em 29 de novembro de 1979 e a conseqüente reformulação partidária, filiou-se ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), e nessa legenda concorreu a uma cadeira na Câmara dos Deputados pelo estado do Rio de Janeiro no pleito de novembro de 1982, obtendo apenas uma suplência.

Lançou-se candidato, pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT), a uma vaga na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro em outubro de 1998, mas não conseguiu eleger-se. Depois disso, fez parte do governo municipal de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Nas eleições municipais de 2008, candidatou-se a prefeitura de Niterói pela legenda do Partido Humanista da Solidariedade (PHS), sem conseguir ser eleito.

 

FONTES: ARQ. DEP. PESQ. JORNAL DO BRASIL; CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1967-1971); Globo (6/9/81); Jornal do Brasil (9/10/66); Portal Sidney Rezende. http://www.sidneyrezende.com/noticia/16336 Acesso em 26/11/09; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (3, 4, 6 e 8); TRIB. SUP. ELEIT. Candidatos (1998).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados