EDWIN VERNON MORGAN

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MORGAN, Edwin
Nome Completo: EDWIN VERNON MORGAN

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
MORGAN, EDWIN

MORGAN, Edwin

*diplomata norte-americano; emb. EUA no Brasil 1912-1933.

 

Edwin Vernon Morgan nasceu na cidade de Nova Iorque no dia 22 de fevereiro de 1865, filho de Henry Augustus Morgan e de Margareth Bogart Morgan. Descendia de emigrantes galeses chegados aos Estados Unidos no século XVII.

Fez o curso superior na Universidade de Harvard, em Cambridge (EUA), graduando-se em 1890. Fez outros cursos na Universidade de Berlim, de 1891 a 1892 e de 1894 a 1895. De 1892 a 1894 foi professor assistente de história na Universidade de Harvard. Foi ainda professor de história no Adelbert College, em Cleveland (EUA).

Em abril de 1899 integrou a comissão de diplomatas norte-americanos, ingleses e alemães enviada às ilhas Samoa para efetivar um acordo com relação a conflitos intertribais. Eleito secretário dessa comissão, conduziu a missão a bom termo. Em janeiro de 1900 foi designado secretário da delegação norte-americana em Seul, na Coréia, passando dois meses depois a cônsul-geral nessa cidade. Em março de 1901 foi transferido para São Petersburgo na União Soviética) como segundo-secretário. Em janeiro de 1904 foi nomeado cônsul em Port Artur Dairen (atual Lu-ta), na Manchúria (hoje República Popular da China), e em março do ano seguinte foi novamente para a Coréia como enviado extraordinário e ministro plenipotenciário. Nono e último ministro norte-americano nesse país, em novembro de 1905 foi obrigado a fechar a missão diplomática, que só se reabriria muitos anos depois.

A seguir, foi imediatamente nomeado embaixador extraordinário e ministro plenipotenciário em Cuba. Durante sua permanência ali, em 1906, os Estados Unidos — a pedido do presidente cubano, Tomás Estrada Palma —, com os poderes outorgados pela emenda Platt, intervieram no país e estabeleceram um governo provisório sob a chefia de Charles E. Moyoon. Em dezembro de 1909 foi designado embaixador extraordinário e ministro plenipotenciário no Paraguai e no Uruguai. Em maio de 1911 foi designado para exercer as mesmas funções em Portugal. Em janeiro de 1912 passou a exercê-las no Brasil. Deixou-as somente em 1933, quando foi substituído por Hugh S. Gibson.

Foi membro honorário do Instituto Geográfico Brasileiro.

Faleceu no dia 16 de abril de 1934.

Publicou Slavery in New York (1891) e colaborou no National Geographic Magazine.

 

 

FONTES: CORRESP. EMB. EUA; Dic. American; ENTREV. ABREU, M.; Who was.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados